Atleta francês bate recorde em fita de slackline a partir da Torre Eiffel

Nathan Paulin percorreu, neste sábado, a travessia mais longa já realizada em ambiente urbano; o recorde do slackliner foi em 2017 quando atravessou um dos maiores cânions da Europa

  • Por Jovem Pan
  • 18/09/2021 14h44 - Atualizado em 18/09/2021 14h50
Reprodução / Twitter / Nathan Paulin O slackliner percorreu 670 metros entre a Torre Eiffel e a praça Trocadero, em Paris, em uma fita de slackline, de 2,5 cm de espessura, a 70 metros de altura

‘Pássaro azul empoleirado’ e ‘equilibrista na corda bamba’. É assim que o slackliner francês Nathan Paulin se define nas redes sociais. E ele não está errado. Neste sábado, 18,  Paulin venceu mais um desafio ao percorrer 670 metros entre a Torre Eiffel e a praça Trocadero, em Paris, em uma fita de slackline, de 2,5 cm de espessura, a 70 metros de altura. O espetáculo foi parte da abertura das Olimpíadas Culturais e da Jornada Europeia do Patrimônio, que acontece todos os anos no terceiro fim de semana de setembro. A travessia é a mais longa já realizada em ambiente urbano. O recorde do slackliner foi em 2017, quando atravessou 1.662 metros, a 300 metros de altura, no Cirque de Navacelles, um dos maiores cânions da Europa, localizado na extremidade sul da cordilheira do Maciço Central, na França.

Segundo a programação do evento, Paulin deve repetir o feito neste domingo, 19. O slackline é um esporte que consiste em se equilibrar em cima de uma fita suspensa entre dois pontos fixos, sem qualquer acessório de equilíbrio. O desafio é atravessar todo o percurso sobre a fita e, no caso dos mais habilidosos, até mesmo realizando manobras. Para que a travessia seja segura, os atletas costumam usar um arnês preso a uma corda de segurança como na escalada.