Boeing 777 faz pouso de emergência na Rússia com problemas no motor

Há menos de uma semana atrás, um avião do mesmo modelo quebrou logo após a decolagem nos Estados Unidos; fabricante recomendou suspensão de todas as aeronaves

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2021 11h32 - Atualizado em 26/02/2021 14h57
EFE/EPA/JOHN G. MABANGLOA United Airlines já havia suspendido as operações da sua frota de aviões do modelo Boeing 777 após pouso de emergência no dia 20

Um Boeing 777 que pertence à companhia aérea Rossiya teve que fazer um pouso de emergência no Aeroporto de Sheremetyevo, na Rússia, após apresentar mau funcionamento de um sensor de controle do motor. O incidente aconteceu nesta sexta-feira, 26, enquanto o avião operava o voo transcontinental FV4520, que vai de Hong Kong a Espanha. No último sábado, 20, outro Boeing 777 foi forçado a fazer um pouso de emergência devido à problemas no motor. Nesse caso, a aeronave que pertencia à United Airlines retornou ao Aeroporto de Denver, nos Estados Unidos, logo depois da sua decolagem. Aparentemente, uma lâmina quebrou e acabou soltando a tampa do motor e outras peças de metal, que caíram em um subúrbio da cidade.

Desde o ocorrido do último dia 20, a Boeing recomendou a suspensão das operações dos 69 aviões do modelo 777 que estão em serviço e das 59 em estoque, todos com motores Pratt & Whitney, que é uma unidade da empresa Raytheon. As autoridades aéreas de vários países, incluindo os Estados Unidos, o Japão e a Coreia do Sul, também decidiram, por conta própria, suspender temporariamente as operações desse modelo enquanto as investigações continuam.

*Com informações da EFE