Bolsonaro recebe apoio na porta de hotel em Roma e ouve gritos de ‘mito’

Presidente viajou à capital italiana para participar de encontro do G20; ao contrário da maioria dos chefes de Estado, ele permanecerá no país e não irá à Escócia para a Conferência do Clima

  • Por Jovem Pan
  • 31/10/2021 15h37
Alan Santos/PR - 30/10/2021Agenda de Bolsonaro durante a cúpula do G20 reservou uma visita à Praça de São Pedro, no Vaticano

Centenas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), muitos deles vestidos com a camisa da seleção brasileira, foram neste domingo, 31, à porta do hotel onde a comitiva brasileira está hospedada em Roma, na Itália, para demonstrar apoio ao chefe do Executivo brasileiro. Bolsonaro, primeiro, saudou os fãs do alto da sacada. Depois, desceu à rua, cumprimentou alguns e ouviu o coro “mito, mito”. “Agradeço imensamente a todos pela consideração”, escreveu em seu perfil no Twitter. O presidente viajou à capital italiana para encontro do G20, o grupo das maiores economias do mundo.

Em seu discurso na cúpula do G20, no sábado, 30, Bolsonaro valorizou a agenda de privatizações — sobretudo no setor de infraestrutura — e o avanço da vacinação no Brasil. “Mais da metade da população nacional já está plenamente imunizada de forma voluntária. Mais de 94% da população adulta já recebeu pelo menos uma dose da vacina. Ao todo, aplicamos mais de 260 milhões de doses, das quais mais de 140 milhões foram produzidas em território nacional”, destacou. A agenda do presidente também reservou uma visita à Praça de São Pedro, no Vaticano.

Ao contrário da maioria dos chefes de Estado presentes em Roma, o ocupante do Palácio do Planalto não viajará para Glasgow, na Escócia, onde será realizada a COP26 (Conferência do Clima da ONU). Bolsonaro seguirá na Itália para compromissos mais turísticos do que políticos. Nesta segunda-feira, 1º, ele receberá em Anguillara Veneta, cidade onde nasceu um de seus bisavôs, o título de cidadão honorário. Estão previstos protestos de grupos italianos de esquerda.