Corpo de Soleimani chega ao Irã acompanhado de multidão; funeral durará quatro dias

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2020 08h32
EFEDurante a procissão, as pessoas tem entoado gritos de "morte à América", além de queimar e pisar em bandeiras norte-americanas

Depois de passar pela capital do Iraque, Bagdá, e pelas cidades de Karbala e Najaf, o corpo do general Qassem Soleimani chegou, neste domingo (5), ao Irã. De acordo com a programação, o funeral do chefe da Guarda Revolucionária do Irã durará quatro dias: ainda hoje, seguirá até a cidade sagrada de Mashhad e, na segunda-feira (6), para Teerã. Na terça-feira (7), ele chegará a Kerman, sua cidade natal, onde acontecerá o enterro.

Soleimani, a segunda pessoa mais poderosa do Irã, foi morto na última quinta-feira (2) em um ataque aéreo dos Estados Unidos. Uma multidão de apoiadores acompanha o cortejo de seu corpo, que também está sendo transmitido pela TV estatal do país. Durante a caminhada, as pessoas tem entoado gritos de “morte à América”, além de queimar e pisar em bandeiras norte-americanas.

A procissão também carrega o corpo de outras sete pessoas mortas no bombardeio – entre elas, o líder da milícia, Abu Mehdi Al Muhandis.  Participaram da cerimônia o primeiro-ministro iraquiano, Adel Abdul Mahdi, o chefe das forças pró-Irã no parlamento iraquiano, Hadi Al Ameri, e o ex-primeiro-ministro Nuri Al Maliki, além de chefes de facções xiitas.

Família

O líder supremo do Irã, Ali Khamenei, e o presidente do país, Hasan Rohani, visitaram, neste sábado (4), a família do general. Durante o encontro, Khamenei disse que Soleiman “alcançou seu sonho” ao tornar-se um mártir lutando pela causa de Deus.

“Todo mundo está enlutado e agradecido ao seu pai”, disse, à filha de Soleimani. “Essa gratidão se deve à sua grande sinceridade, pois os corações estão nas mãos de Deus.”