Desabamento em Miami: corpos de familiares da primeira-dama do Paraguai chegam ao país

Cortejo fúnebre seguiu corpos da irmã, cunhado e sobrinhos da esposa do presidente Mario Abdo Benítez, que morreram em desabamento nos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2021 15h46 - Atualizado em 15/07/2021 16h33
EFE/ Nathalia Aguilar Corpos de irmã da primeira-dama chegaram ao Paraguai sob cortejo nesta quinta-feira

Os corpos de Sophía López-Moreira, irmã da primeira-dama do Paraguai, Silvana López-Moreira, do cunhado dela, Luis Pettengill, e dos três filhos do casal, todos vítimas do desabamento de um edifício em Miami-Dade, nos Estados Unidos, no dia 24 de junho, chegaram nesta quinta-feira, 15, à cidade de Assunção para serem enterrados. Eles foram acompanhados por um cortejo fúnebre ao saírem do aeroporto Silvio Pettirossi. Funcionários do Grupo Pettengill aguardavam as vítimas sob a chuva com balões brancos para se despedirem do empresário e seus parentes. Além deles, o corpo de uma sexta vítima paraguaia do desabamento, Leidy Luna Villalba, babá de 23 anos levada aos EUA pela família, chegou ao Paraguai na manhã da terça-feira.

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, foi a Miami junto à esposa para se encontrar com outros parentes que estavam nos EUA e providenciar a repatriação das vítimas no dia 9 de julho, pouco após o corpo de Sophia ser encontrado. Todas as vítimas paraguaias foram identificadas até o dia 10 de julho. As buscas pelos corpos dos desaparecidos no desabamento das Champlain Towers continuam e devem completar um mês no dia 24. A possibilidade de encontrar qualquer sobrevivente foi descartada pela prefeita de Miami-Dade no começo do mês e as equipes israelenses enviadas para auxiliar nas buscas saíram dos Estados Unidos em seguida. Até o momento, 97 mortes foram confirmadas no desabamento. Entre as vítimas, além de norte-americanos, há argentinos, cubanos, uruguaios, colombianos, chilenos, venezuelanos, paraguaios, israelenses e o filho de uma brasileira.