Espanha permitirá viagens e reuniões com 10 pessoas no Natal e Ano Novo

O início do toque de recolher também será adiado para 1h30 durante os feriados de fim de ano; Madri, a região mais afetada pela pandemia de coronavírus, votou contra a flexibilização

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2020 12h21
EFE/EPA/Borja Puig de la Bellacasa HANDOUT O anúncio da flexibilização foi feito pelo ministro da Saúde, Salvador Illa

Nesta quarta-feira, 2, o Ministério da Saúde da Espanha autorizou reuniões com até dez pessoas durante o Natal e o Ano Novo, além de deslocamentos entre as diferentes regiões do país para visitar familiares. Ficou estabelecido, ainda, que o toque de recolher será adiado para 1h30 durante os feriados de fim de ano. Atualmente, só são permitidos encontros com no máximo seis pessoas, sendo que a partir das 23h é proibido circular nas ruas. Apesar das concessões, o ministro Salvador Illa alertou em entrevista coletiva: “É desejável que as pessoas restrinjam sua mobilidade e contatos sociais tanto quanto for possível”. O plano não foi aprovado por Madri, que votou contra a medida, e pela Catalunha, que se absteve do voto, mas será valido em todo o país.

Ao longo da quarta-feira, 2, a Espanha contabilizou 9.331 novos casos de Covid-19 e 273 óbitos pela doença. Além disso, de acordo com os dados oficiais, 25,66% dos leitos de unidades de terapia intensiva estão ocupados por pacientes com coronavírus. As regiões mais afetadas são Madri, Catalunha, País Basco e Andaluzia. Desde o início do surto do país, já foi registrado um total de 1.665.775 infecções e  45.784 mortos.

*Com informações da EFE