EUA têm centenas de voos cancelados pelo 4º dia seguido devido ao avanço da variante Ômicron

A nível mundial, 2.327 rotas foram suspensas nesta segunda, enquanto 5.852 sofreram atrasos

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2021 15h25 - Atualizado em 27/12/2021 15h40
EFE/Fernando Villar/Archivo Pessoas em aeroporto Máscaras continuam obrigatórias nos aeroportos dos EUA

As principais companhias aéreas dos Estados Unidos cancelaram centenas de voos nesta segunda-feira, 27, pelo quarto dia consecutivo, devido ao avanço da variante ômicron da Covid-19. Segundo a Flight Aware, especializada em fornecer dados de voos em tempo real, por volta das 9h15 (horário local, 11h15 de Brasília) 810 rotas que tinham como destino ou ponto de partida o país já haviam sido suspensas. No domingo, 1.517 voos foram suspensos. No sábado, outros mil aviões com destino ou decolagem nos Estados Unidos também não saíram. Já na sexta-feira, véspera de Natal, foram 700. A nível mundial, 2.327 rotas foram suspensas nesta segunda, enquanto 5.852 sofreram atrasos. A empresa United Airlines reconheceu que o aumento dos casos por ômicron nos EUA está tendo um “impacto direto” nas tripulações de voo e outros funcionários da empresa, que precisam ficar em casa para se recuperar da doença e não infectar outras pessoas. Na semana passada, várias companhias aéreas solicitaram aos Centros de Controle de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) que reduzissem a quarentena de pilotos vacinados infectados com coronavírus de dez para cinco dias. De acordo com o CDC, a ômicron já se tornou predominante nos Estados Unidos, responsável por 73,2% dos novos casos entre os dias 12 e 18 deste mês.

*Com informações da EFE