Facebook cedeu mais dados de usuários do que tinha revalado, diz jornal

  • Por Jovem Pan
  • 19/12/2018 10h59
Agência EFESegundo o jornal norte-americano The News York Times, cerca de 150 empresas foram beneficiadas com o acesso a dados de usuários

A rede social Facebook compartilhou mais dados pessoais de seus usuários com gigantes tecnológicos como Microsoft, Amazon e Netflix do que havia informado até agora. A informação foi revelada nesta quarta-eira (19), pelo jornal norte-americano The New York Times.

Segundo a publicação, o Facebook autorizou o Bing, motor de busca da Microsoft, a ver todos os nomes das amizades dos usuários do Facebook. Já a Netflix e o Spotify tiveram acesso às mensagens privadas dos usuários.

A Amazon pôde acessar o nome dos usuários e as informações de contato, enquanto o Yahoo viu publicações das amizades. No total, cerca de 150 companhias, a maioria sobre negócios tecnológicos, se beneficiaram destes acordos.

Essas ações, de acordo com o The New York Times, não tiveram consentimento dos usuários e ocorreram até meados de 2018, gerando seu modelo de negócio através da publicidade. O diretor de privacidade do Facebook, Steve Satterfield, no entanto, disse ao jornal que nenhuma dessas ações violou os acordos de privacidade ou os compromissos com os reguladores federais.

*Com informações da Agência EFE