Líbano: número de mortos em explosão no porto de Beirute sobe para 180

O Exército libanês e equipes de resgate estrangeiras mantêm as buscas por corpos sob os escombros

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2020 13h50
EFE/EPA/IBRAHIM DIRANIHomem ferido nos arredores da região portuária de Beirute, no Líbano, após forte explosão nesta terça-feira, 4

O Líbano segue somando a quantidade de mortes provocadas pela explosão ocorrida no porto de Beirute, há quase duas semanas, no dia 4 de agosto. De acordo com informações do Ministério de Saúde local, o país chegou ao número de 180 mortos na manhã desta segunda-feira, 17. A tragédia, no entanto, pode ser ainda maior, já que as autoridades estimam que 30 pessoas seguem desaparecida, além de contabilizar um número de 6 mil pessoas feridas.

O Exército libanês e equipes de resgate estrangeiras mantêm as buscas por corpos sob os escombros, embora tenham descartado na semana passada a possibilidade de encontrarem sobreviventes na zona da explosão e nos arredores. Nesta segunda-feira foi realizado um funeral para os três últimos bombeiros do esquadrão de dez que chegaram ao porto em um primeiro momento, quando houve um incêndio, antes da grande explosão. Está prevista para esta semana a chegada de uma equipe do FBI a Beirute para participar das investigações, a pedido das autoridades libanesas.

O Brasil enviou, na quinta-feira passada, uma comitiva chefiada pelo ex-presidente Michel Temer para o Líbano. A missão brasileira chegou a bordo de dois aviões, um deles transportando seis toneladas de medicamentos, equipamentos hospitalares e alimentos doados pelo Ministério da Saúde e pela comunidade libanesa do Brasil, composta por cerca de 10 milhões de pessoas.

*Com informações da Agência EFE