PIB da China avança 8,1% em 2021, o maior registro em uma década

Apesar da alta, atividades da segunda maior economia do mundo apresentaram desaceleração no quarto trimestre

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2022 13h45
Wu Wong/EFE - 03/05/2020 Turistas caminham fora da Cidade Proibida em Pequim Segunda maior economia do mundo adotou política de 'Covid zero' em meio ao crescimento de infecções

O Produto Interno Bruto (PIB) da China avançou 8,1% em 2021 na comparação com o ano anterior, o melhor resultado desde 2011, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 17, pelo departamento de estatísticas do país. O resultado indica a recuperação da segunda maior economia do globo após alta de 2,2% em 2020, segundo dados revisados, em meio aos reflexos da pandemia da Covid-19. Apesar do desempenho positivo no ano, os números apontam desaceleração das atividades no fim do ano com crescimento de 4,4% no último trimestre, ante avanço de 4,9% nos três meses anteriores.

O ano de 2022, no entanto, parece desafiador para a China. O país adotou a política de “Covid zero”, o que deve impactar em paralisações na cadeia de produção, comércio e prestação de serviços. O país enfrenta o aumento de casos de infecções com múltiplos surtos das variantes Delta e Ômicron em diversas regiões. O repique da pandemia do novo coronavírus levou o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim  suspender a venda de ingressos para o público. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, pouco mais de duas semanas antes do início do evento, que deve começar no dia 4 de fevereiro. A organização informou que os ingressos serão distribuídos para grupos específicos de torcedores, que poderão acompanhar os eventos.