Um milhão de adolescentes, crianças e bebês já tiveram Covid-19 nos EUA

O relatório também aponta que as internações de emergência de adolescentes e crianças por questões de saúde mental aumentaram mais de 24% desde o início do surto no país

  • Por Jovem Pan
  • 17/11/2020 11h20
CADU ROLIM/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOUm milhão dos onze milhões de casos de Covid-19 nos Estados Unidos são de crianças e adolescentes

Mais de um milhão de adolescentes, crianças e bebês já foram diagnosticadas com o novo coronavírus nos Estados Unidos. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira, 16, em um relatório da Academia Americana de Pediatria (AAP). “Não vimos um vírus se espalhar tão rapidamente em nossas comunidades desde antes de termos as vacinas contra o sarampo e a pólio”, declarou a presidente da instituição, Sally Goza. O documento também apontou que 27% dos pais relataram uma piora em sua própria saúde mental durante a pandemia de Covid-19, enquanto 14% reportaram que esse agravamento se deu em seus filhos. De fato, as internações de emergência de adolescentes e crianças por questões de saúde mental aumentaram mais de 24% no país desde o início do surto da doença.

Nesta segunda-feira, 16, os Estados Unidos chegaram ao total de 11.190.611 casos confirmados de coronavírus, sendo que 247.116 causaram o óbito do paciente. Só na última quinta-feira, 12, o país registrou 165.565 notificações e 1.008 mortes. O estado de Nova York continua sendo o mais afetado pela pandemia de Covid-19 em número de óbitos, seguido do Texas, da Califórnia, da Flórida e de Nova Jersey. Durante uma coletiva de imprensa, o presidente eleito Joe Biden previu que mais mortes podem ocorrer caso o atual presidente Donald Trump dificulte a transição entre as gestões, o que está impedindo o democrata de ter acesso ao plano de distribuição da vacina.

*Com informações da EFE