CPI da Covid-19: Novo depoimento de Queiroga será dia 8 de junho

Ministro da Saúde será questionado sobre passeatas do presidente Jair Bolsonaro com motociclistas e realização da Copa América no Brasil

  • Por André Siqueira
  • 02/06/2021 08h40 - Atualizado em 02/06/2021 17h17
FREDERICO BRASIL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Marcelo Queiroga de máscara depondo na CPI da Covid-19 A partir da próxima semana, CPI terá depoimentos de terça a sexta-feira

O novo depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, à CPI da Covid-19 será na terça-feira, 8. A decisão ocorreu na noite desta segunda-feira, 1º, após uma reunião do G7, grupo majoritário formado pelos senadores independentes e de oposição, na casa do presidente do colegiado, Omar Aziz (PSD-AM). Os parlamentares também definiram que, a partir da próxima semana, os depoimentos vão ocorrer de terça a sexta-feira – com muitas reuniões agendadas, a comissão tem menos de dois meses para concluir as investigações.

Como a Jovem Pan mostrou, havia, nos bastidores, uma articulação para que Queiroga fosse ouvido na próxima semana. A reconvocação do ministro da Saúde foi aprovada na quarta-feira, 26, mas, de acordo com o calendário divulgado por Omar Aziz na quinta-feira, 27, a oitiva não tinha data marcada. Faz parte deste movimento a antecipação do depoimento da médica Luana Araújo, depoente desta terça-feira, 2. A infectologista foi escolhida para o cargo de secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19, atuou por 10 dias, mas a nomeação não foi concretizada. Os parlamentares querem esclarecer se a decisão foi política, uma vez que Araújo era uma crítica do uso de cloroquina e outros medicamentos comprovadamente ineficazes para o tratamento da doença.

O segundo depoimento de Queiroga será marcado por questionamentos sobre a postura do presidente Jair Bolsonaro, que, nas últimas semanas, promoveu aglomerações em passeatas com motociclistas em Brasília e no Rio de Janeiro. Além disso, os senadores querem esclarecimentos sobre os protocolos sanitários e os riscos que a realização da Copa América podem trazer ao combate da pandemia no Brasil. O torneio será disputado por 10 seleções em quatro sedes (Distrito Federal, Mato Grosso, Goiás e Rio de Janeiro) entre os dias 11 de junho e 10 de julho.

Veja abaixo o calendário atualizado da CPI da Covid-19: 

  • Marcelo Queiroga, ministro da Saúde – Terça-Feira, 8
  • Élcio Franco, ex-secretário de Saúde  – Quarta-Feira, 9
  • Wilson Lima, governador do Amazonas – Quinta-Feira, 10
  • Debate com médicos e cientistas – Sexta-Feira, 11
  • Marcellus Campêlo, secretário de Saúde do Amazonas – Terça-Feira, 15
  • Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro – Quarta-Feira, 16
  • Carlos Wizard, empresário – Quinta-Feira, 17
  • Paulo Baraúna, representante da White Martins – Sexta-Feira, 19