Frota apresenta projeto para que comprovante de vacinação seja obrigatório na eleição de 2022

Única exceção prevista é no caso de declaração ou atestado médico no qual a vacina seja contra-indicada

  • Por Jovem Pan
  • 02/02/2022 22h51
Michel Jesus/ Câmara dos Deputados alexandre-frota.jpg Alexandre Frota foi eleito deputado federal em 2018

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) apresentou um projeto de lei nesta segunda, 2, que prevê que o comprovante de vacinação seja obrigatório para o cidadão poder votar na Eleição de 2022. A única exceção prevista é “no caso de apresentação de declaração ou atestado médico onde se atesta a contra indicação da vacinação”. Na justificativa, o deputado diz que a imunização contra a Covid-19 protege todos em uma comunidade e diminui o risco de contágio. “Não faz mais nenhum sentido a falta de vacinação de toda a população brasileira, os imunizantes foram adquiridos em número suficiente para todas as pessoas. O ato de não se vacinar é extremamente prejudicial à população, pois como sabemos a contaminação deste vírus é extremamente rápida […] o negacionismo da eficácia da vacina não tem qualquer comprovação científica”, diz Frota. O projeto (PL 27/2022) tem poucas chances de ser pautado e menos ainda de ser aprovado nas duas casas legislativas.