Transposição de arsenal químico da Síria para navio americano é concluída

  • Por Agencia EFE
  • 03/07/2014 00h35

Washington, 2 jul (EFE).- O Departamento de Defesa dos Estados Unidos informou nesta quarta-feira que concluiu a transposição do arsenal químico da Síria, que estava no cargueiro dinamarquês “Ark Futura”, para a embarcação americana “Cape Ray” e que a destruição das armas começará “em breve”.

“A transposição das armas químicas sírias do cargueiro dinamarquês Ark Futura para a embarcação americana Cape Ray foi concluída”, afirmou nesta quarta-feira em comunicado o porta-voz do Pentágono, o contra-almirante John Kirby.

O porta-voz relatou que a embarcação americana partiu nesta quarta-feira do porto italiano de Gioia Tauro, na Calábria, para águas internacionais no Mediterrâneo, onde começarão, em breve, as operações para neutralizar as 600 toneladas de armas químicas.

O Pentágono adiantou que o processo de desmantelamento do arsenal deve durar “várias semanas”.

Kirby declarou que o secretário de Defesa dos EUA, Chuck Hagel, está “agradecido” pelo apoio das autoridades dinamarquesas e italianas no processo e que “sente muito orgulho” de todos aqueles que contribuíram para que a transposição fosse concluída de forma segura.

A operação de mudança do arsenal químico para a embarcação americana foi supervisionada por 35 fuzileiros navais e 64 químicos do Centro Químico e Biológico Edgewood do Exército dos Estados Unidos.

Essa última carga de armas químicas declaradas pelo regime do presidente sírio, Bashar al Assad, deixou o país árabe no dia 23 de junho para ser destruída no exterior, em cumprimento do acordo internacional para o desmantelamento do arsenal.

A missão conjunta da ONU e da Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) também contribuiu no processo. A diretora da Opaq, Sigrid Kaag, confirmou que a última carga de armas químicas que deixou a Síria no dia 23 equivale a 7,2% do total declarado pelas autoridades do país árabe. EFE