Constantino: Depoimento de Valeixo não foi ‘batom na cueca’

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 07h44 - Atualizado em 12/05/2020 07h53
Alan Santos/PREle afirmou que, por telefone, Bolsonaro disse que a exoneração dele seria publicada como "a pedido"

Ex-diretor-geral da Polícia Federal Maurício Valeixo diz que o presidente confirmou que queria alguém com maior afinidade no comando da PF. Ele afirmou que, por telefone, Bolsonaro disse que a exoneração dele seria publicada como “a pedido”.

“Esse depoimento do Valeixo foi uma ducha de água fria naqueles quem esperava algum tipo de ‘batom na cueca’ para incriminar o presidente Bolsonaro e a sua ingerência na Polícia Federal. Não foi nada disso.

É uma prerrogativa legal o presidente da República escolher o diretor-geral da Polícia e é óbvio que ele vai querer alguém dos seu circulo de confiança — o que presume que seja alguém mais próximo e que tenha maior afinidade. Até aí nada demais, isso aí não foi a bala de prata que os inimigos de Bolsonaro procuravam.”