Constantino: Moraes está avançando demais no arbítrio

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2020 07h50 - Atualizado em 17/06/2020 08h01
Danilo Yoshioka/Estadão CnteúdoDecisão de ministro faz parte da investigação pra identificar financiadores de protestos com pedidos antidemocráticos

Ministro Alexandre de Moraes, do STF, manda quebrar sigilos bancários de um senador e dez deputados bolsonaristas. A medida faz parte da investigação pra identificar organizadores e financiadores de protestos com pedidos antidemocráticos.

“O ex-advogado do PCC, ministro Alexandre de Moraes, está avançando demais em um arbítrio — não é mais esticar a corda, é arrebentá-la. Isso que o Supremo Tribunal fez sob sua decisão é simplesmente uma perseguição política que ignora, inclusive, a imunidade parlamentar que valia até pouco tempo.

Deputados bolsonaristas como Bia Kicis e Caroline de Toni alegaram, em suas redes sociais, que souberam da quebra de seus sigilos bancários pela imprensa. Não tiveram sequer como se defender. Não sabem do que estão sendo acusadas direito.

Tudo isso remete a um estado policialesco. O STF parece desejar, muito, um tipo de reação ensandecida e autoritária do lado do Executivo. E a população brasileira aguarda, apreensiva, os próximos capítulos.”