Constantino: Mortes são culpa do vírus chines, não do Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2020 07h55
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoDos 310 mil infectados pela covid-19, mais de 20 mil morreram no Brasil

O Brasil se torna o quinto pais a superar a bairreira das 20 mil mortes por covid-19 e total de casos do novo coronavírus já chega em 310 mil. Quase 126 mil brasileiros conseguiram vencer a doença.

“Passada a marca de 20 mil mortes, é obvio que é sempre uma tragedia. Mas precisamos tomar muito cuidado ao falar de ciência, porque é claro que cada morte é uma tragédia para aquelas famílias e parentes, amigos. Mas temos que analisar estatística para falar em ciência. Precisamos ser firmes e não só apontar o dedo para o presidente, que não tem nada a ver com isso.

O Brasil está conseguindo minimamente achatar a curva quando se olha uma média móvel. Tem muitas mortes contabilizadas nos últimos dias que vieram de antes. E, ao mesmo tempo, o único número que faz sentido é analisar óbito por milhão de habitantes. Afinal de contas o Brasil tem mais de 200 milhões de habitantes. Não faz muito sentido analisar números absolutos.

Quando a gente olha por essa métrica, o Brasil está longe e ser o inferno pintado por aqueles que querem, de alguma forma, acusar o presidente. Além disso, é importante lembrar que como ainda temos capacidade ociosa em leitos, alguns lugares apenas estão perto de 100%, nenhuma dessa mortes se deve a ausência de leitos. Ou seja, aconteceriam de qualquer forma. É culpa do vírus chinês e não do presidente.”