‘Faz falta para o futebol o São Paulo não voltar a ser campeão’, desabafa Nilson Cesar 

O narrador do Grupo Jovem Pan lamentou a eliminação tricolor na 1ª fase da Libertadores, mas disse acreditar que, em breve, o clube retomará “a sua história de grandeza”

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2020 15h08
Montagem sobre fotos/Jovem Pan/Reprodução/Agustin Marcarian/EFEO narrador Nilson Cesar, do Grupo Jovem Pan, analisou a eliminação do São Paulo na fase de grupos da Libertadores

Minutos depois da eliminação do São Paulo na fase de grupos da Copa Libertadores da América – a primeira desde 1987 –, o comentarista Flavio Prado, do Grupo Jovem Pan, polemizou e declarou que a grandeza do clube era “discutível”. Nesta quinta-feira, em participação no Esporte em Discussão, o jornalista reafirmou a tese e ratificou que, para ele, o Tricolor, que não ganha um título desde 2012, já “diminuiu de tamanho”. O narrador Nilson Cesar, no entanto, discordou da opinião do colega. O titular das transmissões esportivas da Jovem Pan até admitiu um retrocesso do clube nos últimos anos, mas desabafou, disse acreditar em uma retomada e destacou que “faz falta para o futebol o São Paulo não voltar a ser campeão”. 

“Eu entendo que o São Paulo tem tudo para retomar a sua história de grandeza”, afirmou Nilson Cesar. “Porque o São Paulo, querendo ou não, ainda tem uma boa estrutura. Então, tem tudo para retomar essa história grandiosa de conquista de títulos. Faz falta para o futebol o São Paulo não voltar a ser campeão. É verdade! É como o Corinthians, que ficou vinte e tantos anos sem ganhar títulos e é gigantesco! Agora, olha quantos títulos esse clube tem! O que o São Paulo tem que fazer é voltar a ser campeão. A estrutura do São Paulo ainda é muito boa. Tem um belíssimo CT, um estádio maravilhoso, que, depois da reforma, ficou ainda mais bonito, tem um clube forte… Tem tudo isso que ainda funciona! Então, eu acho que existe uma perspectiva de retomada de vitórias no futebol”, acrescentou. 

O São Paulo não era eliminado na fase de grupos da Libertadores há 33 anos. A queda foi definida após derrota por 2 a 1 para o River Plate, na última quarta-feira, 30, na Argentina. Antes mesmo do jogo, Nilson Cesar havia revelado que, independentemente de qual candidato vencer as próximas eleições presidenciais do clube, em dezembro, Rogério Ceni e Muricy Ramalho serão convidados para atuar, respectivamente, como treinador e coordenador técnico do Tricolor em 2021. Logo depois da partida, o repórter Marcio Spimpolo revelou que, até dezembro, “todo mundo vai rodar”, referindo-se às saídas do técnico Fernando Diniz, do diretor de futebol Raí e do gerente-executivo de futebol Alexandre Pássaro. 

Confira o debate no Esporte em Discussão no vídeo abaixo: