Casos da ômicron recuam no Rio, mas surgimento de subvariante preocupa

BA.2 foi constatada no Estado pela Fundação Oswaldo Cruz nesta semana

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2022 09h44
EFE/EPA/ATEF SAFADI pessoa sendo testada para covid-19 Pessoa sendo testada para Covid-19

O governo do Rio de Janeiro confirmou os primeiros casos de uma subvariante da Ômicron, a BA.2. A identificação vem em um momento de redução do contágio da Covid-19. O secretário de Saúde do Estado, Alexandre Chieppe, afirmou que o pior da atual onda do novo coronavírus já passou. De acordo com ele, há uma redução no número de casos e também de óbitos, apesar de, nessa semana, o Estado do Rio de Janeiro ter ultrapassado a marca de 70 mil mortes por Covid-19, computadas desde o início da pandemia, em 2020. As internações também começaram a cair na rede SUS da capital e do Estado.

Segundo Chieppe, a pandemia de Covid-19 em breve deve se transformar em uma endemia da doença. “Tudo indica que a gente está saindo da onda da Ômicron aqui na grande região metropolitana. Há um processo para interiorização. A gente está vendo o aumento na região norte da transmissão, mas a tendência nas próximas semanas é de que esses números caiam muito”, afirmou. Na noite desta sexta-feira, 4, a Secretaria Estadual de Saúde anunciou que registrou na capital fluminense o primeiro caso de uma subvariante da Omicron, a BA.2. Ela foi constatada pela Fundação Oswaldo Cruz.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga