Com Covid-19, Zambelli está tomando hidroxicloroquina e ivermectina

Os remédios, no entanto, não têm eficácia comprovada contra o coronavírus e não possuem recomendação de uso pela Organização Mundial da Saúde (OMS)

  • Por Jovem Pan
  • 20/08/2020 06h19 - Atualizado em 20/08/2020 08h40
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoNesta quarta-feira, Carla Zambelli disse estar assintomática e cumprirá compromissos virtualmente

Diagnosticada com a Covid-19, a deputada federal Carla Zambelli (PSL) está tomando cloroquina receitada por uma dermatologista. A prescrição é assinada por Cynthia Tavares Dias. A deputada também relatou que chegou a ir em dois hospitais diferentes para conseguir a receita da hidroxicloroquina. A parlamentar testou positivo para a doença na terça-feira, 18.  No Twitter, Zambelli publicou uma foto de quatro remédios que ela estaria tomando, entre eles a cloroquina, azitromicina e ivermectina. Os remédios, no entanto, não têm eficácia comprovada contra o coronavírus, não têm recomendação de uso pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pode causar sérios efeitos colaterais, segundo infectologistas.

Na publicação, a parlamentar escreveu: “Para aqueles q torceram a favor, obrigada! Para os que desejaram força ao Corona, lamento decepcioná-los, Deus está no controle de tudo. Toda honra e glória a Ele, sempre!”, diz o texto. Em abril deste ano, em entrevista ao Pânico, da Jovem Pan, a deputada federal afirmou que queria “abraçar alguém com coronavírus” para se infectar e disse que ficava ansiosa com a situação. “Essa expectativa de pegar ou não pegar é muito ruim. Queria voltar a minha vida normal, queria poder ir ao Congresso e brigar com o [Rodrigo] Maia, poder fazer as coisas que eu queria fazer”, explicou. Nesta quarta-feira, Carla Zambelli disse estar assintomática e cumprirá compromissos virtualmente.

*Com informações do repórter Leonardo Martins