No Sínodo da Amazônia, bispos debatem possível criação do ‘pecado ecológico’

  • Por Jovem Pan
  • 21/10/2019 07h14
EFE/ Claudio PeriO Sínodo é uma instância consultiva da Igreja Católica e qualquer decisão vai ser determinada pelo papa Francisco

O Sínodo da Amazônia entra na semana final e pode incluir a previsão do pecado ecológico na teologia. O encontro eclesiástico realizado no Vaticano apresentou o Relatório dos Círculos Menores, que é um resumo dos temas discutidos nos últimos dias.

Os participantes sugeriram temas como a necessidade de abrir novos caminhos para a Igreja Católica na região e o estabelecimento de uma missa de rito amazônico.

O bispo de Roraima, Mário Antônio da Silva, fala ainda que a igreja pode tipificar algumas práticas como pecados visando uma formação de consciência ecológica.

“Tudo aquilo que se assemelha ou que leva à ganância e ao lucro exorbitante, desmedido e individual, tem – não só cheiro -, mas o DNA do pecado.”

Os participantes agora preparam o documento final que será encaminhado ao sumo pontífice.

O Sínodo é uma instância consultiva da Igreja Católica e qualquer decisão vai ser determinada pelo papa Francisco.

*Com informações do repórter Tiago Muniz