Novo premiê do Haiti toma posse e promete ‘eleições transparentes’

Ariel Henry ainda não confirmou, no entanto, a realização do pleito em setembro deste ano; cadeira de presidente da República segue vazia desde o assassinato de Jovenel Moïse, no último dia 7

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2021 07h37 - Atualizado em 21/07/2021 08h30
EFE/ Jean Marc Hervé AbelardAriel Henry havia sido nomeado por Moïse para assumir o cargo; no entanto, no dia em que deveria tomar posse, o presidente foi assassinado

O novo premiê do Haiti assumiu o poder do país nesta terça-feira, 20. Ariel Henry falou em “eleições inclusivas e transparentes”, mas ainda não confirmou a realização do pleito presidencial, inicialmente previsto para acontecer em setembro deste ano. A nação está dividida e a cadeira de presidente da República segue vazia desde o o assassinato do então presidente Jovenel Moïse, no último dia 7. O discurso de posse de Ariel Henry foi marcado por um minuto de silêncio em memória ao antecessor. O premiê desejou boa recuperação à mulher de Moïse, Martine, que foi baleada no atentado, e defendeu penas exemplares para os autores do crime. Neurocirurgião e ex-ministro, o Ariel Henry havia sido nomeado por Moïse para assumir o cargo. No dia em que deveria tomar posse, o presidente foi assassinado e o então titular, Claude Joseph, permaneceu no cargo interinamente. Além de protagonizar a crise política, Joseph é investigado como um dos possíveis mandantes do assassinato. Reportagens publicadas na Colômbia afirmam que mais de 20 suspeitos pelo crime são ex-militares do país sul-americano. Joseph continua no governo como ministro do gabinete.

*Com informações do repórter Fernando Martins