Petrobras desativará salas de seu prédio em SP e estuda Programa de Demissão Voluntária

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2019 06h46
Tânia Rêgo/Agência BrasilSó com a desocupação dos sete andares em São Paulo, a Petrobras espera economizar cerca de R$ 100 milhões entre 2019 e 2023

A Petrobras desativará sede em São Paulo em busca de economia. A estatal comunicou nesta terça-feira (26) que vai, até meados do ano, desocupar sete andares de seu prédio-sede na Avenida Paulista, na capital.

Ali, a Petrobras aluga salas há alguns anos, porém gasta quantia considerada injustificável pela nova direção da empresa, comandada por Roberto Castelo Branco. É o aluguel mais caro pago pela Petrobras em todo o Brasil.

Só com a desocupação dos sete andares em São Paulo, a Petrobras espera economizar cerca de R$ 100 milhões entre 2019 e 2023. Além disso, a estatal estuda a possibilidade de promover mais um Programa de Demissão Voluntária, além de programa de desligamento por acordo individual.

“Estamos estudando programa incentivado de demissão voluntária. Não foi ainda aprovado pela Diretoria Executiva. Decidiremos oportunamente”, disse o presidente da estatal.

A Petrobras divulga nesta quarta-feira (27) o seu balanço de 2018.

*Informações do repórter Rodrigo Viga