Psicólogo dá dicas para evitar conflitos com os filhos durante isolamento

Tiago Tamborini conversou com a bancada do Morning Show nesta sexta-feira (26)

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2020 11h49
Rogério Machado/SECSCriação de expectativas é um dos principais motivos de conflitos entre pais e filhos

O aumento da convivência é um dos principais motivos de conflitos entre pais e filhos durante a quarentena. O psicólogo Tiago Tamborini, do podcast Manual do Filho, conversou com a bancada do Morning Show nesta sexta-feira (26) sobre como é possível melhorar as relações familiares no período de isolamento social.

“Conflito e convivência caminham juntos. A educação escolar à distância, a ideia de ter os filhos em casa estudando o conteúdo escolar, também aumentam as tensões”, explicou Tamborini.

O especialista disse que a criação de expectativas é o início de uma cadeia de conflitos entre pais e filhos, partindo, principalmente, dos responsáveis pela criança.

“A expectativa que criamos está na base das ideias e, quando não atendida, gera frustração. A frustração começa a gerar cobranças e, no filho, a cobrança gera travas. Isso tudo vira culpa os pais, que pensam que não estão conseguindo ajudar os filhos [durante a quarentena]”, detalhou Tamborini.

O resultado de todos esses fatores, segundo o psicólogo, é o estágio que a maioria dos pais que estão convivendo mais tempo com esses filhos se encontra agora: a angústia. “Temos que melhorar na parte das expectativas, precisamos olhar melhor para quem é o nosso filho e as capacidades que ele tem”, completou.