Mãe briga na Justiça contra decisão de filho de não fazer hemodiálise. Quem tem razão?

  • Por Jovem Pan
  • 16/02/2017 19h32
GO - JOVEM/TRATAMENTO/RECUSA/JUSTIÇA - GERAL - José Humberto Pires de Campos Filho, de 22 anos, morador de Trindade, em Goiás. A professora Edina Maria Alves Borges, de 55 anos, iniciou uma batalha judicial contra o próprio filho, José Humberto Pires de Campos Filho, de 22, para obrigá-lo a submeter-se a sessões de hemodiálise. Mãe e filho moram em Trindade, cidade vizinha de Goiânia (GO), e o rapaz foi diagnosticado com uma doença que impede o funcionamento dos rins. 10/02/2017 - Foto: MARCELLO DANTAS/O POPULAR/ESTADÃO CONTEÚDOJosé Humberto Pires de Campos Filho se recusa a fazer hemodiálise - AE

Uma história de Trindade, no centro-oeste de Goiás, gerou grande debate no #3em1 desta quinta-feira (16).

A professora Edina Maria Alves Borges, de 55 anos, luta na Justiça contra o próprio filho, José Humberto Pires de Campos Filho, de 22. O jovem tem uma grave doença renal e se recusa a fazer sessões de hemodiálise. A mãe relata que o filho passou a resistir ao tratamento desde que soube que teria que fazer um transplante.

Quem será que tem razão?

Assista ao embate no #3em1: