Complexos vitamínicos: tomar ou não tomar?

As vitaminas são importantes para a manutenção da saúde e para o fortalecimento do sistema imunológico; saiba se a suplementação é uma boa opção para garantir o equilíbrio desses nutrientes no organismo

  • Por Lívia Zanolini
  • 25/03/2021 15h41 - Atualizado em 25/03/2021 15h47
Pixabay / stevepbEm excesso, algumas vitaminas podem se acumular no organismo e desencadear processos de intoxicação; por isso, a orientação é não tomar complexos vitamínicos por conta própria

As vitaminas são nutrientes essenciais ao equilíbrio metabólico do corpo. Geralmente, são obtidas por meio de uma alimentação adequada. E, na quantidade certa, contribuem para a manutenção da saúde e para o fortalecimento do sistema imunológico. As vitaminas podem ser divididas em lipossolúveis, ou seja, que são dissolvidas em gorduras, e não lipossolúveis. As únicas não lipossolúveis são as vitaminas do complexo B e a C. As vitaminas B são essenciais em várias funções do organismo, principalmente metabólicas e ligadas ao sistema nervoso. Já a vitamina C possui propriedades antioxidantes, além de auxiliar na proteção do sistema imunológico. Como são vitaminas que se dissolvem em água, quando ingeridas em excesso, o organismo tende a aproveitar apenas o necessário, eliminando o restante pela urina.

No grupo das lipossolúveis estão as demais vitaminas (A, D, E e K). A vitamina A é uma aliada importante da visão e do processo de crescimento. Já a D atua na circulação sanguínea, favorecendo a absorção de nutrientes, e tem como fonte principal os raios ultravioletas. Por isso, a importância de se expor ao sol. A vitamina E possui ação antioxidante e a vitamina K tem papel importante na coagulação sanguínea e também é produzida por bactérias do intestino. Mas, atenção! Em excesso, as vitaminas lipossolúveis se acumulam no organismo e podem desencadear processos de intoxicação. Dificilmente o acúmulo desses nutrientes está relacionado à alimentação. Quando isso ocorre, geralmente é pela ingestão inadequada de complexos vitamínicos.

O médico da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e chefe do grupo de Obesidade do HCFMUSP, Márcio Mancini, explica que a suplementação só é indicada para casos específicos. “É mandatório que todo paciente submetido à cirurgia bariátrica receba uma suplementação de vitaminas e tenha os níveis de vitaminas e minerais dosados, pelo menos, uma vez por ano. Bebês depois do nascimento normalmente recebem uma suplementação de vitamina A e vitamina D. Adultos saudáveis não precisam tomar complexos vitamínicos. Eles acabam não tendo utilidade para a maioria das pessoas e a saúde dessas pessoas não vai ficar melhor por tomar esses suplementos”. Em geral, a deficiência de vitaminas pode apresentar alguns sintomas, como cansaço persistente, atrasos no crescimento, pele seca e cabelos e unhas quebradiços. Neste caso, procure o médico e não tome complexos vitamínicos por conta própria. Tá Explicado?

Gostaria de sugerir algum tema para o programa? É simples. Encaminhe a sugestão para o e-mail online@jovempan.com.br e escreva Tá Explicado no assunto. Participe!