Juliana Paes gera polêmica ao fazer comentário sobre protestos em Cuba

Atriz comentou em post que diz que cubanos são reféns da ideologia que defendem; nas redes sociais, muitos seguidores voltaram a chamar a artista de ‘bolsominion’

  • Por Jovem Pan
  • 13/07/2021 13h07 - Atualizado em 13/07/2021 19h06
Reprodução/Instagram/julianapaes/09.03.2021Juliana Paes está sendo criticar por comentar post sobre os protestos em Cuba

A atriz Juliana Paes voltou a dividir opiniões nas redes sociais ao deixar um comentário em uma postagem feita pela economista Renata Barreto no Instagram sobre os protestos que estão acontecendo em Cuba. Mandando um recado para as pessoas que ela definiu como “socialistas que usam camisetinha do Che Guevara”, a economista escreveu: “Você que diz que Cuba tem democracia. Que diz que o problema econômico da Ilha é culpa do embargo, mas vive falando mal do livre-mercado. Você que apoia partidos e políticos que exaltam os absurdos perpetrados pelos socialistas. Você que desdenha de quem se preocupa com a ideologia comunista, ao passo que exalta ditadores dessa mesma ideologia. Você que diz que Cuba é o paraíso na terra, mas jamais teve coragem de morar lá vivendo como um local. Você que ignora as fugas de cubanos desesperados. Que diz que o sistema de saúde e ensino de Cuba são exemplos. Você que inventa ou repassa todo tipo de fake news sobre socialismo, com ressentimento e ódio a quem produz e quer liberdade. Não desvie o olhar. Cuba é refém da ideologia que você defende. Tenha vergonha”.

Nos comentários da publicação, a atriz, que protagonizou na Globo novelas como “A Dona do Pedaço” e “A Força do Querer”, disse com emojis de riso: “Mas hoje está um silêncio naquele Twitter… (ou estou delirando?) #cubalibre”. O comentário de Juliana não passou despercebido e ela voltou a ser chamada de bolsonarista nas redes sociais. Vale lembrar que, no começo de junho, a atriz gerou polêmica ao sair em defesa da médica Nise Yamaguchi após ela prestar depoimento na CPI da Covid-19. A repercussão do post feito pela artista foi tanta que Juliana chegou a gravar um vídeo rebatendo as críticas que estava recebendo e dizendo que não apoia o atual presidente Jair Bolsonaro. Esse episódio voltou a ser assunto, pois muitos seguidores estão dizendo no Twitter que o comentário de Juliana sobre os protestos que estão acontecendo em Cuba contra o atual governo é mais uma prova de que ela apoia a linha de pensamento do atual governo. Bolsonaro comentou sobre os protestos com apoiadores e disse que a situação de Cuba, que passa por uma escassez de medicamentos e produtos básicos, é “muito triste” e fez comparações com a Venezuela. Com as manifestações populares ganhando força, o governo de Cuba chegou a limitar o acesso à internet e também as redes sociais da população como uma tentativa de dificultar a organização de novos protestos.