Artilheiro multicampeão, Luizão completa 40 anos; relembre camisas 9 do Timão

  • Por Jovem Pan
  • 13/11/2015 12h13
Dono da camisa 9 do Timão por 3 anos

Em muitos momentos ao longo de uma história centenária, a camisa 9 do Corinthians foi muito bem representada dentro de campo. Sinônimo de raça, superação e gols, muitos gols, Luizão foi um dos centroavantes que honrou o número no Timão. Destaque da equipe campeã mundial em 2000, o ex-centroavante completa 40 anos neste sábado (14) e até hoje é lembrado com saudade pela torcida alvinegra.

Em três temporadas no time do Parque São Jorge, Luizão marcou seu nome na história do clube (foram 109 jogos, 77 gols e as conquistas do Brasileiro de 99, Mundial de 2000 além do Rio S.Paulo de 2002) e 13 anos depois de ter deixado o Timão, viu poucos centroavantes ter a mesma relevância vestindo a camisa 9 corintiana.

No aniversário de Luizão, o Jovem Pan Online relembra as passagens de outros camisas 9 que tentaram chegar ao mesmo nível do ex-centroavante no Timão:

Guerrero: protagonista de uma transferência polêmica ao deixar o Corinthians, Guerrero, para o próprio Luizão, é o centroavante que mais se aproxima do ex-camisa 9. Com o manto alvinegro o ex-corintiano disputou 130 partidas e marcou 54 gols e, assim como Luizão, também conquistou um Mundial de clubes no Timão.

Nilmar: estrela do time campeão brasileiro de 2005, Nilmar também brilhou com a camisa 9 da equipe do Parque São Jorge. Parceiro de Tevez no ataque corintiano, o jogador tem 30 gols em 60 jogos pelo time paulista.

Liedson: em duas passagens pelo Corinthians, Liedson se tornou xodó da torcida. Em seu segundo momento na equipe, o brasileiro naturalizado português chegou para substituir Ronaldo e fez com maestria. Em 82 jogos, o “levizinho” marcou 33 vezes.

Deivid: depois da saída de Luizão, a camisa 9 do Corinthians ficou nas mãos de Deivid. Titular com Carlos Alberto Parreira, o centroavante teve boa passagem pelo clube e em 54 jogos balançou as redes 20 vezes.

Ronaldo: fora de campo, o Fenômeno talvez seja insuperável na história corintiana, dentro de campo o ex-melhor do mundo não decepcionou. Ronaldo honrou a camisa 9 do Corinthians que um dia foi de Luizão – curiosamente, Luizão foi reserva de Ronaldo na Copa de 2002, após brilhar no Timão.