Corinthians vence Kindermann e conquista Brasileiro Feminino 2020

Time derrotou o Avaí/Kindermann por 4 a 2, na decisão disputada na Neo Química Arena

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2020 23h05 - Atualizado em 06/12/2020 23h36
VICTOR MONTEIRO /W9 PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 06/12/2020Time feminino do Corinthians já havia sido campeão em 2018

Neste domingo, 6, em um jogo emocionante e movimentado, o Corinthians derrotou o Avaí/Kindermann por 4 a 2, na decisão disputada na Neo Química Arena, para assegurar a conquista da taça do campeonato feminino de 2020. O primeiro jogo da final, em Florianópolis, havia terminado sem gols. A vitória encerrou uma campanha praticamente perfeita do Corinthians. O time somou 42 de 45 pontos possíveis na primeira fase, em que teve nove pontos de vantagem para o segundo colocado. Depois, nas quartas de final, passou pelo Grêmio com duas vitórias. Já na semi, um empate e um triunfo sobre o Palmeiras. Foram, assim, 18 vitórias, 2 empates e 1 derrota em 21 jogos, além de 57 gols marcados pelo melhor ataque do torneio e apenas 10 sofridos pela defesa menos vazada do Brasileiro.

Dominante no futebol feminino nacional, o Corinthians disputou neste domingo a quarta decisão consecutiva do Brasileiro Feminino, sendo que já havia sido campeão em 2018. Agora, então, vai buscar o bicampeonato paulista. Está na semifinal, diante do Palmeiras e venceu o primeiro duelo por 1 a 0 – o segundo está marcado para quinta-feira, na Arena Barueri. Na decisão deste domingo, os gols que faltaram na partida disputada há duas semanas na Ressacada, sobraram em Itaquera. O Kindermann chegou a dominar o início dos dois tempos, mas a força ofensiva do Corinthians fez a diferença. Soberano, abriu 2 a 0 com uma impressionante blitz no ataque, em jogadas de bola parada. Depois, sempre que era vazado, marcava um gol na sequência.

Gabi Zanotti foi o principal destaque da finalíssima ao marcar dois gols pelo Corinthians, tendo, inclusive, sido escolhida a melhor do jogo em votação popular. Mas Diany também fez a diferença pela equipe paulista, tendo participado de três dos quatro gols da sua equipe. A goleira Bárbara oscilou na decisão. Bombardeada pelo ataque corintiano, fez difíceis defesas, mas falhou em dois gols. Para ser campeão, o Corinthians também precisou superar desfalques de última hora, pois Andresssinha, Juliete e Pamela testaram positivo para o coronavírus. Mas mostrou, mais uma vez, ter o melhor elenco do futebol nacional.

*Com informações do Estadão Conteúdo