Técnico do Real Madrid vê Modric, Kroos e Casemiro como ‘melhor meio de campo do mundo’

Carlo Ancelotti também elogiou a evolução de Vinícius Junior no time e afirmou que Benzema está em ‘fase espetacular’

  • Por Jovem Pan
  • 24/12/2021 15h44 - Atualizado em 24/12/2021 15h48
EFE/Rodrigo Jiménez Carlo Ancelotti de terno Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid

O técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, não poupou elogios ao meio de campo da equipe, formado pelo brasileiro Casemiro, o alemão Toni Kroos e o croata Luka Modric, apontando-o como “o melhor do mundo”. Em entrevista ao jornal esportivo “As” divulgada nesta sexta-feira, 24, Ancelotti afirmou que os três, com suas qualidades distintas, “combinam muito bem” no setor. “Modric, Kroos e Casemiro formam o melhor meio de campo do mundo atualmente. Talvez sejam mais clássicos os meio-campistas que percorrem de área a área, mas eles têm tanta experiência e tanto futebol que são extraordinários”, disse o treinador italiano.

“Quando os três estão juntos, nada se compara a eles”, ressaltou. Ancelotti também reservou um elogio ao atacante Karim Benzema, afirmando que o vê entre os melhores de sua posição. “Karim agora soma a seu futebol uma grande capacidade e regularidade goleadora. Tem tanta (dessa característica) como Cristiano Ronaldo ou Haaland. Benzema é um jogador que faz a diferença. Acabamos de ver mais uma vez, na partida contra o Athletic Bilbao (na última quarta-feira, pelo Campeonato Espanhol, com vitória do Real por 2 a 1). Fez dois gols em muito pouco tempo. Está em uma fase espetacular”, destacou.

Além disso, Ancelotti voltou a elogiar a evolução de Vinícius Júnior que, de acordo com ele, apesar de ter grande qualidade técnica, errava lances fáceis por se afobar e agora analisa melhor as jogadas. “Vinícius melhorou porque faz as coisas com menos pressa do que antes. Ele mudou, principalmente, por dar uma pausa nos momentos importantes de cada jogada. O importante em um jogador é que faça bem as coisas difíceis, porque as fáceis acabam fluindo. Vini sabia fazer o difícil e errava no fácil. Agora leva mais tempo com as jogadas mais fáceis e está se saindo bem. Mas o importante é que as complicadas ele sempre arriscou e sempre conseguiu”, argumentou.

O treinador italiano também citou as áreas nas quais o ex-atacante do Flamengo pode aumentar o rendimento. “Vinícius tem uma velocidade e um talento fantásticos. Nunca havia visto um jogador com sua capacidade para driblar, para ir no um contra um. Mas ainda tem capacidade para melhorar, por exemplo, no jogo sem bola, em atacar os espaços e nas finalizações, onde pode progredir”, comentou.

*Com informações da EFE