Brasil reconhece Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2019 17h25 - Atualizado em 23/01/2019 18h03
EFEDiante de centenas de manifestantes que o apoiam, o deputado segurava um exemplar da Constituição venezuelana e afirmou que seu objetivo é “conseguir o fim da usurpação” e realizar “um governo de transição e ter eleições livres”.

O governo brasileiro afirmou nesta quarta-feira (23) que reconhece o presidente da Assembleia Nacional venezuelana, Juan Guaidó, como presidente encarregado da Venezuela. A informação foi confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores.

Em nota, o Itamaraty afirmou que, além do reconhecimento, apoiará politicamente o processo de transição para que a “democracia e a paz social voltem à Venezuela”.

Logo após a confirmação, o perfil do presidente Jair Bolsonaro no Twitter publicou o comunicado na íntegra. A nota também foi compartilhada pelo ministro Ernesto Araújo.

 

Guaidó, se declarou presidente interino do país nesta quarta-feira (23). “Em condição de presidente da Assembleia Nacional, ante Deus, Venezuela, em respeito a meus colegas deputados, juro assumir formalmente as competências do executivo nacional como presidente interino da Venezuela”, disse.

Diante de centenas de manifestantes que o apoiam, o deputado segurava um exemplar da Constituição venezuelana e afirmou que seu objetivo é “conseguir o fim da usurpação” e realizar “um governo de transição e ter eleições livres”.

Há duas semanas, o ditador Maduro tomou posse para um novo mandato presidencial. Poucos dias depois, o parlamento havia declarado que ele seria um “usurpador” do cargo. Depois, o supremo tribunal do país anulou todos os atos da assembleia.