Novos tremores de magnitude 5,3 atingem o Japão nesta segunda-feira

Outras localidades do país também foram afetadas, porém com menor intensidade

  • Por Jovem Pan
  • 15/02/2021 11h06 - Atualizado em 15/02/2021 12h26
EFE/EPA/KIMIMASA MAYAMANo último sábado, 13, um terremoto de magnitude 7,1 na escala Ritcher sacudiu a costa de Fukushima, no leste do Japão, e foi fortemente sentido na capital Tóquio

A região da Usina de Fukushima, no Japão, registrou novos tremores, nesta segunda-feira, 15, segundo monitoramento da Agência Meteorológica do Japão. Na região da costa de Fukushima, o terremoto ocorreu às 21h26 (horário local, 9h26 de Brasília) e atingiu magnitude 5,3 na escala Ritcher. Horas antes, no Norte da Província de Wakayama, o tremor foi registrado às 13h28 (horário local, 1h28 de Brasília) e apontou magnitude 4,1. Outras localidades do país, como Norte da Província de Ibaraki, Sul da Província de Ōsaka e Região oeste da Província de Aichi, também foram afetadas, porém com menor intensidade.

No último sábado, 13, um terremoto de magnitude 7,1 na escala Ritcher sacudiu a costa de Fukushima, no leste do Japão, e foi fortemente sentido na capital Tóquio. Até então, as autoridades japonesas não ativaram o alerta de tsunami. De acordo com a Agência Meteorológica do Japão (AMJ), o terremoto ocorreu às 23h08 (horário local, 11h08 de Brasília), com epicentro a cerca de 60 quilômetros de profundidade na costa da província de Fukushima. Tanto em Fukushima, como na vizinha Miyagi, na costa nordeste do país, o terremoto atingiu o nível 6 na escala japonesa, com um máximo de 7 e mais concentrado nas áreas afetadas do que na intensidade do tremor. Outras províncias da costa leste e centro do Japão também foram fortemente abaladas pelo terremoto, incluindo a capital, onde atingiu o nível 4 na escala japonesa.