Portugal tem quatro ministros isolados após testarem positivo para o novo coronavírus

País atravessa um momento difícil na pandemia de Covid-19, tendo alcançado na última sexta-feira o recorde de vítimas em um mesmo dia com 234 mortes

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2021 14h15
EFE/EPA/MANUEL FERNANDO ARAÚJOPortugal vive um novo lockdown após ver casos positivos e mortes por coronavírus baterem recorde

A ministra da Agricultura de Portugal, Maria do Céu Antunes, testou positivo para o novo coronavírus, segundo comunicado divulgado neste sábado, e se tornou a quarta integrante do gabinete de governo do país a ser infectada nos últimos dias. A titular da pasta, ainda de acordo com a nota oficial, está isolada em casa, onde seguirá trabalhando, já que não apresenta qualquer sintoma da Covid-19. Antunes foi informada do resultado durante uma testagem realizada antes da sua viagem para Bruxelas, onde presidiria o Conselho de Agricultura e Pesca da União Europeia.

Antes da ministra da Agricultura, foram registrados outros três positivos entre integrantes do governo português em menos de dez dias: o do ministro da Economia, Pedro Siza Viera; o do ministro de Finanças, João Leão, e o da ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho. Outros integrantes do gabinete, inclusive, precisaram se isolar também, devido ao contato próximo com companheiros de governo infectados. Os casos acontecem em meio a uma nova onda de contágio em Portugal, que vem tendo constantes recordes de casos positivos e de mortes.

Anteriormente, em outubro, o ministro da Ciência, Manuel Heitor, e em novembro, o do Planejamento, Nelson de Souza, testaram positivo para o novo coronavírus. Ambos se recuperaram completamente. Portugal atravessa um momento difícil na pandemia da Covid-19, tendo alcançado na última sexta-feira o recorde de vítimas em um mesmo dia com 234 mortes, e com número de novos casos acima dos 14 mil há cerca de uma semana. As autoridades apontam a presença da variante britânica do patógeno como responsável pela alta recente. Além disso, já foi detectada a presença da sul-africana, que é considerada ainda mais contagiosa. Até o momento, há registro de um único caso da variante proveniente da África do Sul, de um estrangeiro residente em Lisboa, no entanto, o alerta já soou em todo o território português. Ricardo Jorge, um dos pesquisadores do Instituto Nacional de Saúde, indicou que o esforço atual é o de identificar a presença de novas cepas do novo coronavírus no país, para evitar aumento ainda maior no contágio.

*Com Agência EFE