Quatro professores americanos são esfaqueados no nordeste da China; suspeito é preso

Além dos docentes, um turista chinês que tentou intervir também foi ferido; as cinco vítimas estão hospitalizadas e em condição estável

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2024 11h38
Divulgação/Governo da China Parque Beishan O Parque Beishan, onde ocorreu o atentado

Um suspeito foi preso por um ataque com arma branca contra quatro professores universitários americanos na China. O incidente, ocorrido em Jilin, no nordeste do país, foi descrito pelo Ministério das Relações Exteriores chinês como um evento “isolado”. Os quatro americanos trabalhavam como professores da Cornell College, uma universidade do estado de Iowa, e estavam na China participando de um intercâmbio acadêmico. O Departamento de Estado americano confirmou estar ciente do atentado com faca, ocorrido no Parque Beishan. De acordo com a polícia local, o suspeito, identificado como Cui, de 55 anos, foi detido no mesmo dia. Além dos professores americanos, um turista chinês que tentou intervir também foi ferido. As cinco vítimas estão hospitalizadas e em condição estável.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Incidentes de agressão contra estrangeiros são raros na China, país conhecido por suas ruas seguras e baixo número de ataques em comparação aos Estados Unidos e Europa. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores reiterou que a nação asiática é amplamente reconhecida como uma das mais seguras do mundo e que as autoridades continuarão a tomar medidas para proteger a segurança dos estrangeiros. O governo chinês afirmou que “este caso isolado não afetará as relações normais entre os povos da China e dos Estados Unidos”.

Publicado por Felipe Cerqueira

*Com informações da AFP

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.