Academia Sueca suspende Nobel de Literatura após escândalo sexual

  • Por Ulisses Neto/Jovem Pan Londres
  • 04/05/2018 11h40
EFE/JESSICA GOWFoto de arquivo do Nobel de Literatura de 2016 na Sala de Concertos de Estocolmo, na Suécia

O destaque da Europa nesta sexta é a decisão surpreendente da Academia Sueca de suspender o Prêmio Nobel de Literatura deste ano.

A entidade está envolvida numa grave crise depois de uma série de denúncias de abuso sexual.

Um comunicado oficial foi emitido nesta manhã dizendo que “a presente decisão foi tomada em virtude da reduzida confiança do público na Academia.”

O escândalo começou no ano passado quando o fotógrafo francês Jean-Claude Arnau foi acusado por 18 mulheres de ter comportamento impróprio e abuso sexual.

Arnau era o responsável por um projeto cultural financiado pela Academia Sueca e também é casado com uma integrante da instituição.

Diversos incidentes teriam ocorrido em instalações da entidade, segundo as denúncias.

A organização já estava dividida por outras acusações de conflito de interesses e vazamento dos nomes dos vencedores do prêmio Nobel e com mais esse escândalo vieram diversos pedidos de desligamento, incluindo da chefe da Academia Sueca, a professora Sara Danius.

Com isso, veio a decisão de pular a premiação neste ano, que será entregue apenas em 2019.

Na verdade, essa não é a primeira vez que o Nobel de Literatura deixa de ser entregue. O mesmo já ocorreu durante as grandes guerras e também em 1935, quando não foi encontrado um escritor merecedor da láurea.

A diferença é que desta vez o cancelamento vem por motivos bastante controversos em uma premiação que já andava contestada há algum tempo. Nada mais é imaculado nesta vida.