Bolsonaro sai em defesa de Moro: ‘O que ele fez não tem preço’

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2019 08h17
ALEX FARIAS/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOO ministro foi aplaudido diversas vezes pelos torcedores durante jogo do Flamengo, em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro rompeu o silêncio e saiu em defesa do ministro da Justiça, Sergio Moro. Isso depois de ter se recusado a comentar a polêmica em torno do vazamento de mensagens de quando Moro ainda era juiz era lá em Curitiba.

Ao ser perguntado se achava normal a ligação estreita entre o ministro e os procuradores da Lava Jato, o presidente se irritou e negou ilegalidades da operação.”Normal é conversa com doleiro, com bandidos, com corruptos. Isso é normal? Nós temos nos unido do lado de cá para derrotar isso aí. Ninguém forjou provas na condenação do Lula”, afirmou.

Foi a primeira vez que o presidente defendeu o ministro, apesar das manifestações de apoio. Na terça, por exemplo, o presidente e o ministro chegaram a ficar juntos durante uma solenidade militar em Brasília e, na quarta, foram ao jogo do Flamengo, no estádio Mané Garricha. O ministro foi aplaudido diversas vezes pelos torcedores.

Segundo Bolsonaro, desde época de Médici que um presidente da República não era tão bem recebido em um estádio. Ele fez questão de não poupar elogios ao ministro Moro. “O que ele  fez não tem preço. Ele realmente botou para fora as vísceras do poder, a promiscuidade do poder no tocante a corrupção”, afirmou Bolsonaro.

Para Bolsonaro, Moro já faz parte da história do Brasil, por isso minimiza os vazamentos. “Se vazar o meu aqui, tem muita brincadeira com meus colegas. Vão me chamar de tudo aquilo que me chamavam na campanha.”