Caminhoneiros fazem protestos em pelo menos 14 Estados; há bloqueio em apenas cinco

Segundo o Ministério da Infraestrutura, só Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina estão interditados no momento; nos outros, o trânsito está liberado, mas há abordagem a veículos

  • Por Jovem Pan
  • 09/09/2021 07h28 - Atualizado em 09/09/2021 11h53
Reprodução/Facebook/VIVA ABC Pelo menos 15 Estados amanheceram com rodovias bloqueadas por caminhoneiros

Grupos de caminhoneiros fazem nesta quinta-feira, 9, protestos em pontos de rodovias em 14 Estados, mas em apenas cinco há bloqueio no fluxo de veículos, segundo informações do Ministério da Infraestrutura. O mapeamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificou interdições na Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. Nos Estados de Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Rondônia, Pará e Roraima o trânsito está liberado, mas ainda há abordagem a veículos de cargas. Em um boletim divulgado no início desta manhã, o ministério afirmou que a ocorrência de veículos parados reduziu 10% durante a madrugada. As vias estão sendo interditadas por caminhoneiros, que demonstram apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, pedem o impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e, em alguns locais, reclamam da alta taxa do ICMS em cima dos combustíveis.

O presidente afirmou nesta manhã que irá se reunir com lideranças dos caminhoneiros para tentar suspender as paralisações. “Eu tenho uma hora na manhã, já tenho o tempo tomado com o pessoal dos BRICS, uma hora, mas estou mais cedo também. Nesses dois intervalos vou conversar com os caminhoneiros para a gente tomar uma decisão”, disse em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada. Na quarta-feira, 8, Bolsonaro gravou um áudio, que começou a circular por grupos de WhatsApp e pelas redes sociais, no qual pedia a liberação das estradas para não prejudicar “os mais pobres”. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, divulgou um vídeo para atestar a veracidade do áudio e reforçar o pedido feito pelo governo federal. “Essa paralisação ia agravar efeitos da economia que ia impactar os mais pobres, os mais vulneráveis. A gente sabe que há uma preocupação de todos com a melhoria do país, com a resolução de problemas graves, mas nós não podemos tentar resolver um problema criando outro”, afirmou o auxiliar presidencial.

Na região metropolitana de São Paulo foram registrados problemas na Régis Bittencourt, onde caminhões impediram totalmente a passagem de outros veículos na região de Embu das Artes, e no Rodoanel Sul, com uma manifestação que se concentrou em Riacho Grande. O sistema Anchieta-Imigrantes está normal. No entanto, em outros pontos, como dPresidente Dutra, a pista Sul estava bloqueada para caminhões na região de Caçapava.