Motoristas de aplicativos e usuários se adaptam a novo padrão de segurança em carros

Para evitar futuros assaltos, motoristas de aplicativo instalam câmeras de segurança dentro dos veículos

  • Por Jovem Pan
  • 07/10/2020 07h14 - Atualizado em 07/10/2020 10h20
Segundo a empresa, desde janeiro, três milhões de corridas realizadas pelo app foram monitoradas

O motorista de aplicativo Ocione de Oliveira Santos foi levar um passageiro para o bairro de Higienópolis em São Paulo as 23 horas de uma sexta-feira. Assim que a corrida foi finalizada, dois homens em uma moto abordaram Ocione e levaram a carteira e dois celulares do motorista. Sem câmera de segurança no carro, oferecida pelo aplicativo, ele não conseguiu prever que havia algo errado. “Hoje em dia para prevenir o assalto eu filtro bem melhor o passageiro. Um dos meus critérios para avaliar uma corrida de primeira é a avaliação do passageiro, segundo a localidade.”

Para evitar emboscadas e roubos, a motorista Silvana Ribeiro Gomes não perdeu tempo e pediu para que a 99, empresa de aplicativo de transporte, instalasse a segunda câmera no seu automóvel. Um dos equipamentos foi colocado no lado de dentro, em 2018,  e nesta terça-feira, 06, outra câmera foi instalada na parte de fora do veículo. Ela conta que se sente bem mais segura e tranquila para trabalhar, principalmente a noite. “Quando um passageiro chama e a gente acha que é uma coisa insegura, a gente tem como acionar e eles estarem monitorando a gente em tempo real. Então é muito segurança, a gente trabalha com mais conforto e não fica apreensivo.”

Roberto Gois é motorista de aplicativo há três anos e, pouco antes da pandemia, deu sorte ao avistar um carro de polícia quando os bandidos tentavam te assaltar. Na época,  ele não tinha o dispositivo de segurança no carro. “E agora eles ainda estão com uma melhoria no sistema de ter esse monitoramento. É uma coisa que quando o passageiro vai receber o carro, já vem avisado que a viagem dele será gravada”, conta. As novas câmeras da 99 possuem custo de R$ 50 para instalação e R$ 9,90 como taxa semanal do serviço de monitoramento. Até o dia 31 de outubro, os condutores terão gratuidade do valor da manutenção semanal. Segundo a empresa, desde janeiro, três milhões de corridas realizadas pelo app foram monitoradas através do dispositivo.

*Com informações do repórter Victor Moraes