Aliança: por que usamos e onde surgiu a tradição

Símbolo de união matrimonial, a joia é adotada nas mais diversas culturas; conheça a origem deste costume milenar

  • Por Lívia Zanolini
  • 15/02/2021 15h10 - Atualizado em 15/02/2021 15h33
Pixabay/psicodaniel7Na Antiguidade, as alianças eram feitas de ferro, madeira, ouro, cobre e até couro

Há milhares de anos, a aliança já era usada como símbolo de compromisso entre duas pessoas. A própria origem da palavra (derivada do latim alligare) remete à ligação com algo ou alguém. Para a Igreja Católica, que incorporou a tradição no século 9, por meio do Papa Nicolau I, as alianças representam o amor, a fidelidade e o compromisso assumido um com o outro e com Deus. O próprio formato de círculo simboliza algo que não tem fim. Apesar do significado religioso, a aliança é adotada por muitos casais, em todo o mundo, com crenças e culturas variadas. Segundo a tradição, a de noivado deve ser usada na mão direita e a de casamento na esquerda. Em ambos os casos, no dedo anelar. Estudiosos explicam que, na época, acreditava-se que esse dedo tinha uma veia ligada diretamente ao coração.

Embora não haja nenhuma regra que obrigue que a aliança de casamento seja de ouro, geralmente elas são feitas com o metal, que é considerado um dos mais nobres e resistentes. Já a aliança de noivado pode ser a mesma do casamento, que na cerimônia passa da mão direita para a esquerda, ou um anel solitário. O uso das alianças como sinal de compromisso surgiu há milhares de anos e tem várias teorias. Na Antiguidade, o acessório era feito de ferro, madeira, ouro, cobre e até couro. Relíquias e documentos históricos mostram que, no Egito Antigo, já era comum que o homem desse um anel à mulher com quem se casaria, como símbolo de posse. Tradição que foi incorporada por gregos e romanos. Alguns estudiosos defendem, ainda, que os hindus foram os primeiros a usar anéis para simbolizar o casamento.

Existe até uma lenda chinesa que diz que o acessório é usado no dedo anelar porque é impossível separá-los quando ligados um ao outro. Faça o teste. Ao juntar as duas mãos com os dedos médios apontados para baixo e com as pontas dos outros dedos unidas, você consegue separar todos eles,  menos os anelares. Ainda segundo a lenda, o anelar representa o companheiro, o polegar os pais, o indicador os irmãos e amigos, o médio representa a si mesmo e o mindinho os filhos. Seja qual for a verdadeira origem da tradição, o uso de alianças se espalhou pelo mundo e se adaptou às diferentes culturas. Mas, na essência, o significado é sempre o mesmo: onde tem aliança, tem compromisso com alguém. Tá Explicado? 

Gostaria de sugerir algum tema para o programa? É simples. Encaminhe a sugestão para o e-mail online@jovempan.com.br e escreva Tá Explicado no assunto. Participe!