PIB: o que é e para que serve?

No acumulado dos últimos 12 meses, até junho, o indicador apresentou retração de 5,9%; reflexo da queda na produção e no consumo e no aumento do desemprego 

  • Por Lívia Zanolini
  • 07/10/2020 10h00 - Atualizado em 07/10/2020 15h15
O economista Samy Dana explica que o PIB não apenas mostra o desempenho da economia no passado, como também serve para nortear políticas econômicas e as decisões empresariais futuras

A crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus vai levar o Brasil a registrar uma queda histórica do PIB. Economistas estimam retração em torno de 5% para 2020, motivada pelo distanciamento social que paralisou vários setores econômicos. Mas, afinal de contas, o que é este indicador da economia e qual sua importância? Para começar, o conceito. O PIB, Produto Interno Bruno, é a soma de todos os bens e serviços produzidos por um país, estado ou cidade, em determinado período.

Quanto a variação do indicador é positiva, como aconteceu no Brasil em 2017 (1,3%), 2018 (1,3%) e 2019 (1,1%), quer dizer que o país gerou mais riquezas do que no período anterior. PIB próximo de zero indica que o país produziu praticamente a mesma riqueza, logo a economia não cresceu. No caso de variação negativa, como em 2015 (- 3,5%), 2016 (- 3,3%) e agora em 2020 (- 5,9%, taxa acumulada até junho), a riqueza gerada foi menor. Reflexo da queda na produção e no consumo e no aumento do desemprego.

O economista Samy Dana explica que o cálculo do PIB leva em consideração quatro categorias. “Primeiro, os produtos vendidos em todo o país, da caneta ao avião. Em segundo lugar, os serviços prestados nas diversas áreas, do mecânico à agência de turismo. Em terceiro, os investimentos que as empresas fazem. E, por último, os gastos do governo“. Ainda segundo Samy, não existe risco de duplicidade nos cálculos porque só entram na soma do PIB os bens e serviços finais. “Por exemplo, se um país produz R$ 100 de trigo, R$ 200 de farinha de trigo e R$ 300 de pão, seu PIB será de R$ 300. Isto porque os valores da farinha e do trigo já estão embutidos no valor do pão”.

Considerado um dos principais indicadores econômicos, o PIB não apenas mostra o desempenho da economia no passado, como também serve para nortear políticas econômicas e as decisões empresariais futuras. “Um PIB alto, assim como uma boa  perspectiva de crescimento, significa uma melhora na qualidade de vida das pessoas e menos desemprego”, esclarece o economista. Tá Explicado?

Gostaria de sugerir algum tema para o programa? É simples. Encaminhe a sugestão para o e-mail online@jovempan.com.br e escreva Tá Explicado no assunto. Participe!