Neymar no PSG: de soco em torcedor e lesões a protagonista da final da Liga dos Campeões

Se conseguir levar o time parisiense à sua inédita taça europeia, o brasileiro atingirá o seu principal objetivo desde que saiu do Barcelona e entrará fortemente na disputa pelo Fifa The Best

  • Por Pedro Sciola
  • 23/08/2020 07h00
Manu Ferbabdez/EFENeymar comemora a inédita classificação do PSG à final da Liga dos Campeões da Europa

Neymar está muito perto de conquistar a sua maior glória com a camisa do Paris Saint-Germain. A partir das 16 horas, no horário de Brasília, deste domingo, 23, o craque entra em campo para disputar a final da Liga dos Campeões da Europa diante do Bayern de Munique no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal. Se conseguir levar o time parisiense à sua inédita taça europeia, o brasileiro atingirá o seu principal objetivo desde que saiu do Barcelona e entrará fortemente na disputa pelo Fifa The Best, prêmio entregue ao melhor jogador do mundo na temporada. O atacante, entretanto, não pode dizer que a sua passagem na França se resume aos bons momentos. Desde 2017 no clube azul-vermelho, ele coleciona muitas polêmicas, seja com seus companheiros, treinadores e até torcedores.

Em três temporadas no PSG, o episódio mais lamentável de Neymar aconteceu em abril de 2019, quando ele perdeu a cabeça e chegou a desferir um soco em um torcedor após ser “zoado” por perder a final da Copa da França, diante do Rennes. O atleta até pediu desculpas ao homem que estava na arquibancada, mas acabou sendo punido pela Federação de Futebol da França com um gancho em três jogos. O ano de Neymar, inclusive, não foi nada bom dentro e fora de campo: além de se contundir em um momento crucial na temporada, perdendo a fase final da Liga dos Campeões e a disputa da Copa América com a seleção brasileira, o jogador foi acusado de ter estuprado a modelo Najila Trindade, em processo arquivado por falta de provas – mas que prejudicou a sua imagem. Além disso, ele acabou se “queimando” com a torcida parisiense, que ficou insatisfeita com a vontade do astro de voltar ao Barcelona na metade de 2019.

Neymar, porém, deu a volta por cima. Demonstrando um bom futebol no começo do Campeonato Francês, ele passou a decidir jogos a favor do PSG, deixando as críticas para trás. O atacante, é verdade, voltou a sofrer algumas lesões durante esta temporada, perdendo 22 jogos do time francês. Ele, por outro lado, retomou o alto nível durante o mata-mata da Liga dos Campeões da Europa, sendo fundamental na classificação sobre o Borussia Dortmund, nas oitavas de final, e participando das vitórias contra Atalanta e RB Leipzig, que levaram sua equipe à grande final do principal torneio entre clubes do planeta.

O atacante deixou o Barcelona de Messi, Suárez e companhia com este objetivo: vencer a Champions League. Se conseguir, ganhará o maior prestígio possível, minimizando seu histórico polêmico e sendo alçado a um dos principais jogadores da história do Paris Saint-Germain. De quebra, ele poderá ser eleito o melhor do mundo na temporada – para isso, terá que desbancar Robert Lewandowski, craque do Bayern de Munique, e também companheiro de time Kylian Mbappé, que vive excelente fase. Veja os números dos atacantes abaixo:

  • Lewandowski
    – 46 jogos: 55 gols e 9 assistências
    – Artilheiro da Champions, do Alemão e da Copa da Alemanha; melhor do Alemão
  • Mbappé
    – 36 jogos: 30 gols e 19 assistências
    – Artilheiro e melhor do Francês
  • Neymar
    – 26 jogos: 19 gols e 12 assistências