Covid-19 no Brasil: Média móvel de mortes bate mais um recorde neste domingo

Nas últimas 24 horas, foram registrados 34.027 novos casos e 721 órbitos em decorrência da doença em todo o país

  • Por Jovem Pan
  • 28/02/2021 21h27 - Atualizado em 28/02/2021 21h30
EFE/ Antonio Lacerda O Brasil acumula, desde o início da pandemia, 10.551.250 casos e 254.942 mortes por coronavírus

Neste domingo, 28, a média móvel de mortes por Covid-19 no Brasil chegou a 1.205 e voltou a registrar mais um recorde, desde o início da pandemia no país, segundo monitoramento diário do Conass, Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Em relação aos novos casos confirmados, a média móvel alcançou 54.726, a segunda maior até então, ficando atrás apenas da média registrada no dia 13 de janeiro (55.626). Nas últimas 24 horas, foram registrados 34.027 novos casos e 721 órbitos em decorrência da doença em todo o Brasil. O país acumula, desde o início da pandemia, 10.551.250 casos e 254.942 mortes por coronavírus. São Paulo, Minas Gerais e Bahia continuam liderando a lista dos estados mais afetados pelo vírus.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou, neste domingo, a prorrogação, por mais 48 horas, das medidas rígidas no combate ao coronavírus. A restrição às atividades essenciais, que inicialmente iria até 5h da segunda-feira, 1º, valerá para todo o Estado até 5h da quarta-feira, 3, com exceção das regiões Oeste, Norte e Nordeste. O toque de recolher foi mantido para todas as regiões, das 20h às 5h, até o domingo, 7. “As medidas contra o coronavírus funcionaram neste fim de semana, mas vamos precisar manter para salvar vidas em toda a Bahia. Nas últimas 24h, foram 90 mortes por Covid-19 em nosso estado. Temos 83% de ocupação de leitos de UTI e mais de 20,5 mil casos ativos da doença”, escreveu o governador em seu perfil no Twitter.

Em Uberaba, no interior de Minas Gerais, leitos de UTI da rede privada entraram em colapso neste sábado, 27. Segundo monitoramento da prefeitura, 100% das 32 unidades disponíveis já estão ocupadas. Ainda na rede particular, os leitos de enfermaria registram 90% de ocupação. Já na saúde pública, as UTIs e enfermarias para atentedimento de casos de coronavírus estão com taxas de ocupação de 62% e 59% respectivamente. Neste sábado, a cidade de quase 340 mil habitantes registrou três mortes pela doença, conforme dados atualizados pela Secretaria Municipal de Saúde. No acumulado desde o início da pandemia, o município registra 352 óbitos e 15.314 casos do novo coronavírus, sendo que 13.359 pessoas já se recuperaram.