Meninos de Belford Roxo foram torturados por traficantes antes de morrer, diz polícia

Segundo as investigações, um dos criminosos teria ordenado um ‘corretivo’ nas crianças após furto de uma gaiola de passarinho

  • Por Jovem Pan
  • 09/12/2021 16h15 - Atualizado em 09/12/2021 16h30
MARCOS PORTO/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 09/12/2021 Coletiva de imprensa da Policia Civil sobre morte dos meninos de Belford Roxo, nesta quinta-feira Polícia Civil cumpriu 31 mandados de prisão nesta quinta

Lucas Matheus, de 9 anos, Alexandre da Silva, de 11, e Fernando Henrique, de 12, desaparecidos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, morreram após serem torturados por traficantes da comunidade do Castelar, segundo a Polícia Civil do Rio de Janeiro. De acordo com as investigações, Wille Castro da Silva, conhecido como Stala, teria ordenado um “corretivo” nos meninos após eles terem supostamente furtado uma gaiola de passarinho. Uma das crianças não resistiu às agressões. Após a morte, os traficantes resolveram executar os outros dois garotos para ocultar o crime. Segundo a polícia, os corpos foram jogados em um rio. A comunidade do Castelar é dominada pelo Comando Vermelho (CV). Nesta quinta-feira, 9, a polícia cumpriu 31 mandados de prisão na região. Durante a operação, 16 pessoas foram presas, sendo duas em flagrante. Os outros 15 mandados cumpridos correspondem a criminosos que já estão no sistema penitenciário. O corpo dos meninos ainda não foi localizado.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga