Perícia no Hospital Badim é encerrada após 2 horas; gerador vai para análise

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2019 14h49
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDOA investigação se concentrou no subsolo do prédio, onde está o gerador apontado como foco inicial do fogo

Os peritos que visitaram o Hospital Badim, na zona norte do Rio de Janeiro, neste sábado (14), deixaram o local após duas horas de trabalho em busca das causas do incêndio da última quinta (12), que deixou 11 mortos.

A investigação se concentrou no subsolo do prédio, onde está o gerador apontado como foco inicial do fogo. “Foi terminada a perícia, mas vamos preservar o gerador porque temos que retirar uma peça para fazer o teste de bancada e somente (será possível) com a ajuda da empresa que faz a manutenção, que tem as ferramentas adequadas”, disse o delegado titular da 18ª Delegacia de Polícia, Roberto Ramos.

Segundo o delegado, será feito um estudo mais aprofundado para saber como foi feita a manutenção do gerador e o que gerou o incêndio. “A gente pode falar preliminarmente que o problema foi no gerador”, reforçou.

Na sexta-feira (13), o calor e a fumaça excessivos no local estavam dificultando os trabalhos dos agentes, informou a Polícia Civil. O subsolo também estava alagado pela ação dos bombeiros para apagar o fogo e sem iluminação adequada, o que levou os trabalhos a serem interrompidos e retomados na manhã deste sábado.

O prédio do Hospital Badim segue interditado pela Defesa Civil por motivos de segurança, assim como outros imóveis no entorno.

*Com Estadão Contéudo