Veja como será a atípica cerimônia de posse de Joe Biden nesta quarta-feira

O evento terá segurança reforçada após a invasão ao Capitólio, mas não contará com a presença do público ou do presidente Donald Trump; confira o cronograma completo

  • Por Bárbara Ligero
  • 19/01/2021 16h14 - Atualizado em 19/01/2021 16h30
EFE/EPA/JUSTIN LANE200 mil bandeiras dos 50 estados que compõem o país foram espalhadas para representar o público que não poderá comparecer ao evento este ano

A morte de 400 mil pessoas devido à pandemia do novo coronavírus e as ameaças de protestos violentos após a invasão ao Capitólio forçaram mudanças na cerimônia de posse do presidente dos Estados Unidos. Conhecido como “Dia da Inauguração”, o evento acontece no dia 20 de janeiro, ao meio-dia (horário local, 14h de Brasília), em frente ao mesmo edifício que foi violado por apoiadores de Donald Trump no início do mês. Apesar de ter mantido a data e o local tradicionais para o seu juramento e convidado artistas famosos como Lady Gaga e Jennifer Lopez para se apresentarem, Joe Biden não será recebido por uma multidão de centenas de milhares de pessoas e tampouco pelo atual presidente do país.

Nesta quarta-feira, Donald e Melania Trump não comparecerão à posse dos seus sucessores, algo que não acontece no país há 152 anos. A expectativa é que o chefe de governo e a primeira-dama deixem a Casa Branca pela manhã e sigam para a sua mansão em Mar-a-Lago, na Flórida. Antes disso, Trump deve comparecer à uma cerimônia de despedida organizada por ele mesmo na Base Aérea de Andrews, com direito a tapete vermelho, saudação de tiros e guarda militar. Já Melania preferiu dizer adeus aos dias de primeira-dama publicando um vídeo. “Devemos nos concentrar em tudo o que nos une, superar o que nos divide e escolher sempre o amor em vez do ódio, a paz em vez da violência”, ela afirma durante a gravação.

Na posse de Joe e Jill Biden, Donald e Melania Trump serão simbolicamente substituídos por Barack e Michelle Obama, George e Laura Bush e Bill e Hillary Clinton. Estes, sim, compareceram à inauguração dos seus respectivos sucessores, independentemente de diferenças partidárias ou ideológicas que tivessem na época. A expectativa é que o vice-presidente Mike Pence também participe da cerimônia, que também marcará a transição de seu cargo para Kamala Harris. Já o público, que estará assistindo ao evento por meio de uma transmissão ao vivo, será representado por 200 mil bandeiras dos 50 estados que compõem o país, que foram enfileiradas ao longo do Passeio Nacional nesta terça-feira, 19.

A segurança do evento, que será supervisionada pelo Serviço Secreto e pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, também foi reforçada.  “Chegaremos em números que nenhum exército ou agência policial pode igualar”, ameaçou um dos usuários da plataforma Parler, utilizada principalmente pelos cidadãos mais conservadores. No site TheDonald.Win, outro apoiador do republicano escreveu: “Round 2 em 20 de janeiro. Desta vez, sem piedade. Eu nem me importo em manter Trump no poder. Eu me importo com a guerra”. A imprensa local afirma que 20 mil membros da Guarda Nacional estarão em Washington D.C, que está sob estado de emergência desde o dia 12, para impedir qualquer tentativa de violência. Além disso, para desestimular a ida de manifestantes, o Airbnb cancelou todas as suas reservas em Washington D.C. durante essa semana. Confira o cronograma da posse de Biden:

Terça-feira, 19

17h30 do horário local (19h30 do horário de Brasília) –  Joe Biden e Kamala Harris chegarão a Washington D.C. para participar de uma cerimônia no Memorial de Abraham Lincoln em homenagem às vítimas da Covid-19. Serão acesas 400 luzes ao redor da piscina do monumento, uma para cada mil norte-americanos que perderam suas vidas para o novo coronavírus. O Empire State Building, em Nova York, também deve prestar uma homenagem semelhante.

Quarta-feira, 20

Em horário não confirmado – Joe Biden, que segue a religião católica, comparecerá a uma missa na Igreja de São Mateus. Líderes do Partido Democrata, como Nancy Pelosi e Chuck Shumer, também devem participar do evento.

11h do horário local (13h do horário de Brasília) – A cerimônia de posse terá início com uma oração do padre jesuíta Leo O’Donovan e com o hino nacional interpretado pela cantora Lady Gaga. Jennifer Lopez e Garth Brooks também farão apresentações musicais. Às 11h30, Kamala Harris assumirá o cargo de vice-presidente dos Estados Unidos.

12h do horário local (14h do horário de Brasília) – Joe Biden será empossado presidente dos Estados Unidos pelo chefe do Supremo Tribunal Federal, John Roberts. Em seguida, o democrata fará o seu primeiro discurso à nação como chefe de governo.

Em horário não confirmado – Logo após a posse de Joe Biden, ele e Kamala Harris participarão de uma cerimônia militar ainda em frente ao Capitólio. Em seguida, se juntarão aos ex-presidentes e suas respectivas esposas em uma visita ao Cemitério Arlington para prestar homenagens aos soldados mortos em batalha.

15h15 do horário local (17h15 do horário de Brasília) – Joe Biden e Kamala Harris caminharão até a Casa Branca ao som das bandas das faculdades onde estudaram, a Universidade de Delaware e a Universidade Howard. Também serão transmitidas apresentações das bandas da Guarda Costeira e outros grupos musicais do país. Essas apresentações substituirão a tradicional parada na Avenida Pensilvânia devido à necessidade de manter o distanciamento social.

20h30 do horário local (22h30 do horário de Brasília) – Os canais abertos dos Estados Unidos transmitirão um especial comandado pelo ator Tom Hanks, com discursos de Joe Biden e Kamala Harris e apresentações musicais de Bruce Springsteen, Justin Timberlake, Foo Fighters, Jon Bon Jovi, John Legend e Demi Lovato. O programa substituirá o tradicional baile na Casa Branca.