Meningite meningocócica: conheça a doença e a importância da prevenção

A Organização Mundial da Saúde estima que, a cada ano, são registrados mais de um milhão de novos casos no mundo; melhor forma de se proteger é por meio da vacinação

  • Por Conteúdo Patrocinado
  • 25/06/2021 15h29 - Atualizado em 25/06/2021 16h15
Pixabay / KitzD66Além da vacinação, adotar hábitos como evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados e limpos e uma higiene pessoal adequada são outras importantes formas de prevenção

Segundo dados do Ministério da Saúde, as coberturas vacinais no calendário infantil continuam em queda, com os dados de 2020 mostrando isso claramente. Especialistas acreditam que a imunização tenha ficado ainda mais comprometida devido à pandemia da Covid-19.⁸ ⁹ A meningite meningocócica é uma doença bacteriana que provoca infecção da membrana que protege o cérebro e a medula espinhal, afetando principalmente as crianças – embora, também, possa atingir adultos. A transmissão se dá por meio das gotículas ou secreções respiratórias, tosse, espirro ou beijo. Sabia que, mesmo que não apresente sintomas, alguém infectado pode transportar as bactérias no nariz e garganta, podendo contaminar outras pessoas? ¹ ² ³ ⁴ ⁵ ⁶

A doença pode se manifestar com sintomas como pescoço rígido, febre alta, sensibilidade à luz, confusão mental, dores de cabeça e vômito.¹ ² ⁵ Além disso, um em cada cinco sobreviventes pode ter sequelas permanentes, como surdez e até mesmo amputações de membros.¹ ² ⁵ ⁶ Mas, existe prevenção! Além de adotar hábitos como evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados e limpos e uma higiene pessoal adequada, existe uma forma mais específica de se proteger, por meio da vacinação, disponível nas redes pública e privada.¹ ² ³ Existem vacinas contra os cinco “tipos” mais comuns da doença: são os tipos A, B, C, W e Y.¹ ² ⁷ Por isso, mesmo que seu filho já tenha sido imunizado, consulte o pediatra para saber se a carteira de vacinação está em dia.¹ ²

Levantamento realizado pela IPSOS-MORI, sob encomenda da farmacêutica GSK, apontou que, por causa do isolamento social, quase 60% dos pais brasileiros desistiram ou adiaram algum compromisso de saúde dos filhos. Nesse mesmo estudo, 50% dos pais se mostraram propensos a faltar ou atrasar alguma dose do esquema em relação à vacinação contra a meningite.¹⁰ Os pediatras alertam para a importância de não deixar esse cuidado para depois, principalmente neste momento em que muitas cidades já iniciaram o retorno gradual às atividades. Por isso, manter a prevenção, mesmo durante o período de pandemia, é fundamental.¹¹ Tá Explicado?

Material dirigido ao público em geral. Por favor, consulte o seu médico.
NP-BR-MNX-STBD-210007 – MAI/2021

Referências:

1. SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Doença meningocócica (DM). Disponível em: https://familia.sbim.org.br/doencas/doenca-meningococica-dm. Acesso em: 04 abr. 2021.

2. BRASIL. Ministério da Saúde. Saúde de A a Z: Meningite. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z-1/m/meningite. Acesso em: 04 abr. 2021.

3. WORLD HEALTH ORGANIZATION. Newsroom. Fact sheets. Meningococcal meningitis. Disponível em: <https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/meningococcal-meningitis>. Acesso em: 04 abr. 2021.

4. MENINGITIS RESEARCH FOUNDATION. Meningococcal Meningitis and Sepsis. Disponível em: <https://www.meningitis.org/getmedia/cf777153-9427-4464-89e2-fb58199174b6/gp_booklet-UK-sept-16> . Acesso em: 04 abr. 2021.

5. ROSENSTEIN, NE. et al. Meningococcal disease. N Engl J Med. 344(18): 1378-88, 2001.

6. OLBRICH, KJ. et al. Systematic Review of Invasive Meningococcal Disease: Sequelae and Quality of Life Impact on Patients and Their Caregivers. Infectious Diseases and Therapy, 7(4): 421-438, 2018.

7. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Meningococcal disease: causes and spread to others. Disponível em: https://www.cdc.gov/meningococcal/about/causes-transmission.html. Acesso em: 04 abr. 2021.

8. Pesquisa realizada na base de dados DATASUS, utilizando “IMUNO” para Linha, “ANO” para Coluna, “Coberturas Vacinais” para conteúdo, “2019 e 2020” para Períodos Disponíveis, “Todas as categorias” para Imuno e “ Todas as categorias” para os demais. Última atualização em: 07/04/2021. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/webtabx.exe?bd_pni/cpnibr.def. Acesso em: 08 abr. 2021.

9. Pesquisa realizada na base de dados DATASUS, utilizando os limites “FAIXA ETÁRIA” para Linha, “SOROGRUPO” para Coluna, “CASOS CONFIRMADOS” para Conteúdo, “2019” para Períodos Disponíveis, “MM”, “MCC” e “MM+MCC” para Etiologia, e “TODAS AS CATEGORIAS”.

10. Pesquisa da GSK “Vacinação contra meningite: os efeitos da pandemia”. Acesso em: fev. 2021.

11. ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE (OPAS). Director Calls for Continuation of Vaccination to Avoid Risk of Other outbreaks during COVID-19 pandemic. Disponível em: https://www.paho.org/en/node/70468. Acesso em: 28 abr.2021.