Rogério Ceni terá dois desfalques de peso no São Paulo para jogo contra Fortaleza; veja opções 

Precisando se reabilitar após a derrota para o Bahia, o Tricolor irá enfrentar na próxima quarta-feira, 10, o Leão do Pici, no Castelão

  • Por Jovem Pan
  • 08/11/2021 12h57
Rubens Chiri e Erico Leonan / saopaulofcRogério Ceni comandando treino do São Paulo na Bahia

Precisando se reabilitar após a derrota para o Bahia, o São Paulo irá enfrentar na próxima quarta-feira, 10, o Fortaleza, no Castelão, na capital cearense, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o confronto, no entanto, Rogério Ceni não terá dois jogadores considerados titulares: Emiliano Rigoni e Robert Arboleda. O argentino não enfrentará o Leão do Pici após receber o terceiro cartão amarelo no revés para os baianos, enquanto o zagueiro foi convocado para defender a seleção equatoriana nas próximas duas rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. Desta forma, o treinador terá que fazer algumas alterações na equipe, podendo até mexer na estrutura tática.

Para ocupar o lugar de Rigoni, o treinador são-paulino já confirmou que irá escalar Jonathan Calleri contra o Fortaleza. Em entrevista coletiva, Ceni explicou a situação do também argentino, que ficou no banco contra o Bahia por estar voltando de lesão. “Eu não tinha o Calleri ainda, está voltando de lesão, deve começar jogando a próxima partida, mas para esse jogo optamos pelo Luciano e Rigoni sabendo que eles estavam pendurados. O time se mostrou consistente com três zagueiros. Além disso, tinha três atacantes não tinham condições físicas para suportar os 90 minutos”, comentou.

Já para a vaga de Arboleda, caso queira manter o sistema com três zagueiros, Ceni tem à disposição Bruno Alves e Diego Costa – o primeiro, no caso, seria o favorito. A tendência, no entanto, é que o treinador mude a disposição do time em campo, colocando mais um meio-campo. No caso, Martín Benítez e Rodrigo Nestor brigariam pela posição de titular – o argentino, inclusive, entrou bem no duelo com o Bahia. Existe a possibilidade, ainda, de Marquinhos entrar na partida desde o início, formando uma trinca com Calleri e Luciano no ataque.