Como planejar melhor o uso do 13º salário?

Este ano, cerca de 80 milhões de brasileiros receberão o benefício; saiba como gastar o seu dinheiro da forma adequada

  • Por Lívia Zanolini
  • 02/12/2020 15h37 - Atualizado em 02/12/2020 16h54
Pixabay/stevepbEste ano, o valor médio do benefício será de R$ 2.458, segundo o DIEESE

Chegou a hora de receber aquele dinheiro tão esperado ao longo do ano: o décimo terceiro salário. A CLT determina que trabalhadores com carteira assinada recebam em duas parcelas, sendo a primeira entre 1º de fevereiro e 30 de novembro e a segunda até 20 de dezembro. Para aqueles que tiveram o contrato suspenso durante a pandemia do coronavírus, atenção! Pode haver alteração no valor do benefício. Então, antes de programar como vai gastar o dinheiro, é bom fazer os cálculos. Este ano, cerca de 80 milhões de brasileiros receberão a gratificação, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – DIEESE. O valor médio do benefício será de R$ 2.458. Alguns acabam gastando todo o dinheiro nas compras de Natal. Outros aproveitam para pagar dívidas. E tem gente que aplica tudo na carteira de investimentos. Mas qual seria a melhor forma de usar esse dinheiro? O planejador financeiro, Valter Police, explica que a regra é se programar. E, para isso, ele recomenda usar o que chama de funil do décimo terceiro.

“O funil funciona como se fosse um filtro, dividido em três partes. Ao receber o décimo terceiro, ele vai passar pela primeira parte do filtro, que é a seguinte: pague as suas dívidas e as suas contas do mês e que você sabe que poderão atrasar. Se sobrar dinheiro, você passa para o próximo nível do funil, que é guardar dinheiro para as coisas mais importantes da sua vida. Como, por exemplo, sua aposentadoria, o dinheiro para comprar um imóvel ou as férias do seus sonhos. Se depois que você passar por esses dois níveis do filtro ainda sobrar dinheiro, aí sim é a hora de você gastar com aquelas coisas que te dão prazer imediato. Porque pensar no futuro é fundamental, mas viver o hoje também é importante”, explica.

Outra orientação do planejador financeiro é não se esquecer que o ano começa trazendo aquele monte de contas a pagar: IPTU, IPVA, licenciamento e, ainda, o material escolar. Reservar parte do décimo terceiro para isso pode ser uma boa ideia. E mais uma dica importante que vale, não só para ajudar com o benefício de fim de ano, mas em todos os momentos da vida. Coloque no papel o que você ganha, quanto gasta e para onde vai o dinheiro. Isso vai auxiliar a controlar o orçamento, a planejar o futuro, além de deixá-lo mais preparado para imprevistos. Tá Explicado?

Gostaria de sugerir algum tema para o programa? É simples. Encaminhe a sugestão para o e-mail online@jovempan.com.br e escreva Tá Explicado no assunto. Participe!