Conheça os principais indicadores econômicos que impactam os investimentos

Para quem quer investir no mercado financeiro, é essencial acompanhar os movimentos da economia para saber quando e onde aplicar melhor o dinheiro; conheça os principais índices e como eles interferem nos rendimentos

  • Por Lívia Zanolini
  • 19/05/2021 16h37 - Atualizado em 19/05/2021 16h46
Reprodução / Jovem PanO economista Pablo Spyer, apresentador do Minuto Touro de Ouro na Jovem Pan, explica a importância de saber interpretar e acompanhar os indicadores econômicos em busca de mais lucros

Em maio, o Comitê de Política Monetária do Banco Central elevou a Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira, para 3,5% ao ano e já sinalizou que haverá nova elevação. O índice serve de referência para todas as taxas de juros do país, inclusive os investimentos. O economista Pablo Spyer, apresentador do Minuto Touro de Ouro na Jovem Pan, explica a importância de saber interpretar e acompanhar esse indicador econômico para aumentar a rentabilidade. “Quanto mais alta a taxa Selic, mais rendem os investimentos. Quanto menor, menos rendem. Por exemplo, nesse momento, nós acreditamos que a taxa Selic vai subir. Então se você tem investimentos em renda fixa, invista em renda fixa pós-fixada. Se subir a taxa, a sua rentabilidade acompanha a taxa Selic”.

A taxa básica de juros é apenas um de uma série de indicadores econômicos que podem afetar diretamente os lucros do investidor. E todos eles, de alguma forma, estão interligados. “Você tem que ficar de olho, por exemplo, na inflação. A inflação vai influenciar a decisão do Banco Central sobre a taxa Selic. Você tem os PMIs (sigla em inglês para Purchasing Manager’s Index), que são pesquisas que mostram se os setores da economia estão aquecendo ou desaquecendo e, com isso, você pode fazer inferências sobre os seus investimentos futuro. E você tem também o emprego e o desemprego. Se tem mais pessoas empregadas, as empresas vendem mais, essas pessoas vão consumir mais, as empresas vão ter mais lucro e, automaticamente, no futuro, vão valer mais na Bolsa“.

No Brasil, os dados do mercado de trabalho constam no Caged, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, e na PNAD Contínua, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Nos Estados Unidos, as informações estão compiladas no Payroll. “Os especuladores estão de olho nesses dados porque se antecipam quando acham que as empresas vão se valorizar e compram [ações] antes. E as empresas acabam subindo [os valores das ações] meio que imediatamente quando os dados saem”. Para saber mais sobre os indicadores econômicos e como eles impactam o mercado financeiro, está disponível o Curso Touro de Ouro, realizado pelo Pablo Spyer, em parceria com a Niu Cursos e a Jovem Pan. Acesse niucursos.com.br. Tá Explicado?

Gostaria de sugerir algum tema para o programa? É simples. Encaminhe a sugestão para o e-mail online@jovempan.com.br e escreva Tá Explicado no assunto. Participe!