Primeiro ouro, classificação histórica e tropeços: Confira o balanço do 6º dia das Olimpíadas

Ítalo Ferreira, Hugo Calderano e Fernando Scheffer foram os destaques do Brasil nesta madrugada; país também teve bons resultados na vela, no vôlei, na natação e no handebol

  • Por Jovem Pan
  • 27/07/2021 14h35 - Atualizado em 27/07/2021 14h35
Jonne Roriz/COBÍtalo Ferreira conquistou o primeiro ouro do Brasil nos Jogos de Tóquio

Depois de cinco dias de espera, o Brasil conquistou sua primeira medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio 2020. O responsável pela façanha foi o surfista Ítalo Ferreira, que se tornou o primeiro campeão olímpico do surfe da história. Ele bateu o japonês Igarachi, que eliminou Gabriel Medina nas semifinais. Depois de ser eliminado, o brasileiro também perdeu a disputa pelo bronze e deixou Tóquio sem nenhuma medalha. Mas Ítalo não foi o único brasileiro a subir no pódio. O nadador Fernando Scheffer conquistou o bronze na prova dos 200 m livre, fazendo com que o Brasil voltasse a ganhar uma medalha na natação depois de nove anos – a última havia sido o bronze de César Cielo, em Londres-2012. Além dos dois, outro resultado importante foi o de Hugo Calderano, do tênis de mesa, que derrotou o sul-coreano Jang Woo-jin por 4 a 3 e se classificou para as quartas de final do torneio individual, conquistando o melhor resultado do Brasil na história.

Nos esportes coletivos, o Brasil conseguiu bons resultados. A seleção feminina de futebol, por exemplo, venceu a Zâmbia por 1 a 0 e se classificou para as quartas de final. No vôlei feminino, a partida foi complicada, mas as brasileiras derrotaram a República Dominicana por 3 sets a 2. No handebol feminino, as brasileiras surpreenderam a Hungria, número 4 do ranking mundial, e venceram a partida por 33 a 27. No torneio de duplas do tênis feminino, Luisa Stefani e Laura Pigossi viraram a partida contra as checas Karolina Pliskova e Marketa Vondrousova e se classificaram para as quartas de final. O Brasil também garantiu vaga na final do revezamento 4×200 m masculino. A dupla Martine Grael e Kahena Kunze venceram uma de suas regatas e ocupam a terceira posição de sua categoria na vela. Entretanto, houve um tropeço no vôlei de praia. Apesar da vitória de Evandro e Bruno, as duplas Alison e Alvaro e Ágatha e Duda foram derrotadas, mas seguem com chances de classificação.

Nos esportes individuais, Robert Scheidt foi bem e pulou para a terceira colocação na vela, enquanto Jorge Zarif ocupa a sétima posição. Leonardo de Deus conseguiu garantir uma vaga na final dos 200 m borboleta, enquanto Guilherme Costa disputará o ouro nos 800 m livre. No judô, Ketleyn Quadros chegou a avançar de fase, mas perdeu para a holandesa Juul Franssen e fechou o torneio em sétimo lugar. Eduardo Yudi perdeu em sua estreia e foi eliminado. No tênis de mesa, Gustavo Tsuboi avançou às oitavas, mas acabou caindo para um atleta de Taipei. No surfe, Silvana Lima caiu nas quartas de final para Carissa Moore, que venceu a modalidade. Já na canoagem slalom, Ana Sátila conseguiu o 13º melhor tempo na categoria K1 e acabou sendo eliminada.